STTrans promove qualificação para agentes e fiscais de trânsito

Por - em 24

A Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans) de João Pessoa iniciou mais uma etapa do Programa de Desenvolvimento do Servidor (Proservidor), que tem o objetivo de promover a valorização dos funcionários, investindo na qualificação profissional. Um dos temas trabalhados nesta fase, voltada para agentes de trânsito e fiscais de transportes, é o controle emocional para otimizar o serviço que é prestado à população.

As atividades do Proservidor estão sendo realizadas na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Arte. A ação se estende até o final do ano, com eventos realizados de duas a três vezes por mês. A consultora organizacional, Nadja Pessoa, é a facilitadora do programa. Durante os encontros são colocadas em prática dinâmicas de grupo e ações, voltadas para o reconhecimento de habilidades individuais e coletivas. A atividade ainda conta com o testemunho dos participantes, que falam das suas experiências pessoais e expectativas em relação ao programa.

“Nós estamos investindo muito no nosso servidor para que ele se sinta valorizado e preste, cada vez mais, um serviço de qualidade para a população. O que podemos notar é que a implantação de um programa de desenvolvimento é indispensável para a gestão pública (que prestará um serviço de mais qualidade); para o participante (que melhorará o seu desempenho na hora de desenvolver as suas atribuições); e para a sociedade (que receberá um serviço e um atendimento mais eficaz)”, comentou a superintendente da STTrans, Laura Farias.

Mudança – A consultora Nadja Pessoa defendeu que toda empresa, seja privada ou pública, com problemas de gestão, de prestação de serviços e mão-de-obra desqualificada ou não, deveria aplicar um programa de desenvolvimento com seus colaboradores, para a construção de um novo modo de gerir e prestar serviços.

“Em função da situação em que a STTrans se encontrava, considerando como os servidores estavam, o desenvolvimento em ritmo gradativo. Os servidores estão mais envolvidos e capacitados, estão no caminho certo”, comentou a facilitadora, acrescentando que é necessário que os servidores sejam fortes, pois são agentes de mudanças.

Segundo o servidor Paulo Sérgio, que participou no ano passado do primeiro Proservidor, afirmou que o programa permitiu que os participantes do seu grupo observassem os pontos positivos e negativos da equipe e de cada um deles, individualmente. “Com as avaliações eu cresci muito”, destacou.

Proservidor – Desde 2008, a STTrans vem realizando o Proservidor. O objetivo do programa é possibilitar o desenvolvimento de competências, habilidades e atitudes que favoreçam o alto desempenho e o comprometimento profissional. A iniciativa também visa possibilitar a melhoria das relações interpessoais no ambiente de trabalho a partir da integração do grupo, aumentando a confiança, o espírito de equipe, a capacidade de empatia, sua cooperação, a visão compartilhada e sistêmica, o equilíbrio emocional, a redução do estresse e a administração de conflitos.

No ano passado o Proservidor foi aplicado aos chefes de setor, gerentes e demais gestores. Este ano, o programa foi ampliado e está sendo desenvolvido também junto aos agentes de trânsito, fiscais de transportes e seus líderes imediatos que compõem o quadro de pessoal do órgão. No próximo ano a previsão é aplicar os mesmos trabalhos com os servidores internos.

Segundo a chefe da Divisão de Gestão e Desenvolvimento de Pessoal DGDP, Sandra Regina, a intenção de aplicar o programa na STTrans já era antigo, mas ele foi colocado em prática no início deste ano. “Era imprescindível aplicar o Proservidor aqui na STTrans para melhorar a visão do órgão, desenvolver a capacidade pessoal e profissional e sua inteligência emocional para que ele saiba lidar com o público em geral”, destacou.