Teatro ensina como separar o lixo e cuidar do meio ambiente

Por - em 50

Dando continuidade à série de atividades de educação ambiental que estão sendo realizadas em escolas de João Pessoa, a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) visitou nesta terça-feira (18) a instituição de ensino Ana Cristina, em Mangabeira, anexo da Aldeia SOS, organização que acolhe crianças em situação de risco social.

Os educadores ambientais da Autarquia levaram para os alunos informações sobre preservação do meio ambiente. A sensibilização ainda contou com o atrativo a mais: o teatro da Emlur. Na encenação, os atores vestidos de palhaços mostraram para as crianças a importância dos três ‘Rs’, que se constituem em reduzir o consumo, reutilizar materiais e ainda promover a reciclagem.

Durante a atividade, os jovens receberam informações sobre os projetos ‘Acordo Verde’, que está implantando uma nova etapa da coleta seletiva na Capital; e o ‘Santo de Casa Faz Milagre”, que está levando essa forma de separação de resíduos para as repartições públicas municipais e escolas públicas. Os agentes ambientais e os estagiários que integram o programa ‘Acordo Verde’ foram apresentados em todas as salas de aula para os alunos, para que eles, além de conhecer o trabalho da coleta seletiva, saibam quem são as pessoas que trabalham diariamente para manter a cidade mais limpa, preservar o meio ambiente e ainda conseguir o sustento de suas famílias.

A escola possui 760 alunos que estão divididos em 17 turmas pela manhã e 17 turmas na parte da tarde. O diretor da escola Ana Cristina, José Bonifácio de Araújo, disse que os alunos ficaram muito felizes em receber a Emlur, que levou informações sobre o ‘Acordo Verde’, projeto que está implantando a coleta seletiva em cinco novos bairros de João Pessoa, sendo um deles o de Mangabeira. “Também adoramos o teatro, que ensinou brincando como fazer a separação do lixo seco do molhado”, comentou.

O diretor revelou que dentro da instituição de ensino existe um projeto de coleta seletiva chamado de “Escola Limpa”. “Os alunos fazem um pente fino ao redor da área pegando o papel, plástico e outros materiais, colocando nos seus devidos coletores”, contou. Ele disse ainda que a direção e os professores da escola têm uma preocupação muito grande com a preservação do meio ambiente e isso acaba sendo repassado para as crianças.

A aluna da 4ª série, Ana Beatriz, de 11 anos, disse que no apartamento onde mora é feita a coleta seletiva. “Fazemos todos os dias, principalmente depois que recebemos a visita dos agentes ambientais do ‘Acordo Verde’”, contou. A garota ainda falou do trabalho voltado para a preservação ambiental, que é realizado no prédio onde mora. “Nós crianças ajudamos os nossos pais a cuidar do lixo. Verificamos se as torneiras estão flechadas, se não tem lixo no chão, nos corredores e se o lixo foi colocado no dia da coleta”, revelou.

O aluno Gabriel Victor, de 11 anos, que também cursa a 4ª série, destacou a importância do projeto ‘Acordo Verde’ para João Pessoa, para o meio ambiente e ainda para as famílias que vivem da venda do material reciclável. “Depois que os agentes do ‘Acordo Verde’ foram lá em casa, ficamos sabendo como deve ser feita a separação do lixo. Agora eu e minha família sabemos como ajudar para cuidar do planeta”, disse. O garoto contou ainda que sempre que sai para passear leva uma sacolinha plástica, onde coloca todo o lixo que produz.