Técnicos do MCT atestam que execução do ‘Jampa Digital’ está dentro do prazo

Por - em 41

joão Pessoa está a um passo de se tornar uma cidade digital. O projeto Jampa Digital já está 90% instalado e em execução, de acordo com o diretor de infraestrutura e suporte da Unidade Municipal de Tecnologia da Informação (UMTI), Alex Farias. Uma equipe de técnicos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCT) esteve até esta sexta avaliando a capacidade de funcionamento da rede de dados e concluiu que o cronograma do projeto está atualizado.

Segundo a representante do MTC, Giane Naves Emerick, “não há questionamentos sobre os equipamentos e cronograma físico da execução do projeto Jampa Digital”. Além dos três dias de visita aos pontos onde o projeto funciona, técnicos do MCT também se reuniram com representantes da PMJP e da Ideia Digital, empresa responsável pela execução do projeto, e fizeram recomendações normais para os técnicos da Prefeitura de João Pessoa. Além disso, vetaram a possibilidade de prorrogação do prazo para a conclusão do Jampa Digital, já que o projeto está em vias de conclusão. O MCT deve fazer um relatório sobre a visita e encaminhar para a PMJP nos próximos dias.

O Jampa Digital foi criado para possibilitar o envio de dados da gestão municipal, interligando escolas, hospitais, estabelecimentos de saúde, de promoção da cidadania e as demais repartições públicas, que são as unidades assinantes, incluindo também o acesso à internet gratuita. “A internet na orla e nas praças da cidade são um adicional. Faz parte da democratização da internet”, frisou o coordenador de Inclusão Digital do Departamento de Ações Regionais do MCT, Kayo Pereira. Os equipamentos são instalados nos postes das praças e da orla.

Com o total funcionamento do programa, as unidades assinantes terão acesso a uma conexão com velocidade de 7 megabytes, disponibilizada em wi-fi, mas a rede interna funcionará com cabos. Na fiscalização, também está sendo avaliado o uso do serviço. “Queremos ver a aplicação e a utilidade dos equipamentos. Nas escolas, por exemplo, vamos aplicar questionários com os diretores e com os alunos”, explicou ele.

Segundo Alex Farias, todo o sistema de informação vai funcionar pela conexão de 10 torres instaladas ao longo da cidade. Conforme Tansyo Marinho, especialista em produto da Ideia Digital, nas unidades assinantes, as informações são passadas para as torres por meio das antenas instaladas, que direcionam o conteúdo para o Centro Administrativo Municipal (CAM), interligando toda a gestão municipal.

Além de unificar o sistema de informação da gestão municipal, garante internet em 262 prédios públicos denominados unidades assinantes e em mais 15 pontos, e o monitoramento da cidade por 36 câmeras.