Tem Jessier Quirino e Caninga Trio no Seis e Meia, na quarta

Por - em 23

O Projeto Seis e Meia desta quarta-feira (22) terá duas grandes atrações da Paraíba, que já ocupam espaços no cenário cultural do Brasil. Abre o evento o Caninga Trio, que tem um sólido trabalho na linha instrumental. A atração principal é o poeta e contador de causos Jessier Quirino, que deverá encantar a todos com sua regionalidade, lirismo e muito humor.

O projeto é promovido sempre nas três primeiras quartas-feiras de cada mês pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP) em parceria com a Accorde Produções. O evento recebe o apoio cultural do Ambassador Flat e dos restaurantes Cia. do Chopp, Peixe Elétrico e Vila Cariri, e acontece sempre às 18h30 na Praça de Eventos do MAG Shopping, na praia de Manaíra. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10, 00 (meia) e podem ser comprados antecipadamente ou na hora do show no posto de vendas montado no primeiro piso do MAG Shopping. Mais informações pelo telefone 9134-7610.

Poesia nordestina – Dono de um estilo próprio – reconhecido domador de palavras, de uma verve apurada e extremo preciosismo no manejo da métrica e da rima, o poeta Jessier Quirino sabe como ninguém prender a atenção do público e, num desempenho de uma hora e meia de duração, explora os temas mais variados, dentro do universo da rima e das palavras.

Declamando alguns poemas clássicos autorais como ‘Vou-me embora pro passado’, o poeta irá explorar temas novos, causos e tiradas engraçadas, tudo dentro da mais pura oralidade campeira. Com uma produção enxuta e renovada com músicos de primeira grandeza, Jessier faz agora um dos mais belos recitais do gênero.

No Projeto Seis e Meia, Quirino vai apresentar o espetáculo ‘Ajuntando a Matutada’, que é bem dizer uma conversa de alpendre e de cozinha ou prosa de fim de feira. Nesse palavreado, Quirino trafega em território brejeiro, caririzeiro e sertanejo sempre acompanhado pelos músicos: André Correia (violino), Vitor Quirino (violões), Letinho (violão), Matheus Quirino e China (percussão).

Música instrumental – Formado em março de 2006, o Caninga Trio surge com a proposta de desenvolver um repertório instrumental voltado para uma formação pouco comum, onde saxofone, guitarra e baixo de seis cordas executam temas autorais e arranjos próprios da música popular e instrumental.
Além das atividades acadêmicas como professores da Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e da Universidade Federal da Paraíba, Heleno Feitosa ‘Costinha’ (sax), Manoca Barreto (guitarra elétrica) e Mário Cavalcanti ‘Primata’ (baixo elétrico de seis cordas) guardam em suas bagagens um currículo repleto de experiências musicais, participando constantemente em eventos locais e nacionais. O grupo instrumental está lançando o primeiro CD gravado no final de 2007 e intitulado de ‘Caninga Trio – Tempo Bom’.