Trio Irakitan e Ditelles voltam ao Seis e Meia, na quarta-feira

Por - em 21

A nostalgia vai tomar conta do Projeto Seis e Meia nesta quarta-feira (12), quando haverá a apresentação do Trio Irakitan, grupo já bastante conhecido do público de João Pessoa. A atração local será o cantor e compositor campinense Ditelles, considerado um dos grandes intérpretes da MBP.

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP) e a Accorde Produções são as promotoras oficiais do Projeto Seis e Meia, que ainda conta com o apoio cultural do Ambassador Flat, Dona Branca, Vila Cariri e Cia. do Chopp. As apresentações acontecem a partir das 18h30, na Praça de Eventos do MAG Shopping, na Praia de Manaíra. Os ingressos custam R$ 16,00 (inteira) e R$ 8,00 (estudante) e podem ser comprados antecipadamente ou na hora do show no posto instalado no primeiro andar do centro comercial, ao lado da bilheteria do cinema. Informações pelo telefone 9134-7610.

Longa trajetória
– Há 58 anos, o Trio Irakitan encanta seus fãs em todo o País. O grupo, originalmente formado por Gilvan, João, Toni, Edinho, Odilon e Irakitan Brito, nasceu em Natal, capital do Rio Grande do Norte em 1950 e recebeu esse nome do escritor e folclorista Câmara Cascudo. Irakitan em tupi-guarani significa ‘mel verde’ ou, metaforicamente, ‘doce esperança’.

O grupo já teve diversas formações e, antes de ser reconhecido no Brasil, passou três anos excursionando pela América Latina. De volta ao País em 1954, integrou o elenco da Rádio Nacional e, no mesmo ano, gravou seu primeiro LP, ‘Vozes e Ritmos do Trio Irakitan’, pela ‘Odeon’. O repertório era basicamente formado por sambas-canções, boleros e música mexicana, no gênero dos ‘mariachis’.

Em 1965, com a morte de Edinho, o grupo vocal passou por algumas modificações na direção artística. Nos anos 70, diversificou um pouco a área de atuação, gravando um disco de carimbó, outros de samba e de estilos variados. O grupo participou de 12 filmes e ao longo da carreira gravou 68 discos no Brasil e exterior, um dos quais ao lado do astro norte-americano Nat King Cole.

Há 12 anos, o Trio Irakitan é formado por Paulo Gilvan e os irmãos sergipanos Edildécio e Edilson Andrade. Nesta quarta-feira, o grupo fará uma viagem no tempo e apresentará os maiores sucessos de sua carreira.

Ditelles – Já o cantor e compositor Ditelles Araújo é paraibano de Campina Grande e iniciou sua vida artística aos sete anos de idade. Na adolescência foi para Recife, onde se profissionalizou como guitarrista e cantor, atuando em programas de televisão e conjuntos de bailes.

Participou do primeiro festival da Rede Globo Nordeste (1ª Cantoria da Música Nordestina) o que lhe rendeu a gravação de uma coletânea ao lado de artistas como Don Tronxo, Acioly Neto e Lula Cortes, pela gravadora ‘Som Livre’, em 1978. Ele também fez parte de vários shows e projetos no eixo Rio/São Paulo com nomes do quilate de Leci Brandão, Geraldo Azevedo, Beto Guedes, Alceu Valença, entre outros. Em 1997, mudou-se para Londres onde viveu até 1999. Atualmente, mora em João Pessoa onde toca em bares e projetos culturais.

No Seis e Meia desta semana, Ditelles, que toca violão, será acompanhado por Jefferson (percuteria) e vai tocar canções de seu novo disco ‘Bem Vivo’, além de sucessos de Chico Buarque, Orlando Morais e Djavan.