Tunai traz a música mineira para o Seis e Meia desta quarta

Por - em 26

O melhor da música brasileira com sotaque mineiro será destaque nesta Quarta-feira (12), em mais uma edição do Projeto Seis e Meia, que terá como atração principal o cantor, compositor e arranjador Tunai, reconhecido por grandes nomes da MPB como um dos mais completos artistas brasileiros da atualidade. A atração local será o cantor e compositor paraibano Paulo Ró, um vanguardista que tem na música uma fronteira de luta pela valorização das mais puras raízes paraibanas. No Seis e Meia desta semana, Tunai fará uma apresentação intimista onde vai fazer uma retrospectiva de sua vitoriosa carreira.

O Projeto Seis e Meia é promovido pela Prefeitura de João Pessoa em parceria com a Acorde Produções. O evento é patrocinado pela Saelpa e recebe o apoio cultural do Ambassador Flat, Empreendimento Villas de Areia, além dos bares e restaurantes Cia do Chopp, Vila Cariri, Botequim Vila São Paulo e Dona Branca.

As apresentações acontecem às 18h30, na Praça de Eventos do MAG Shopping, em Manaíra. Os ingressos custam R$ 16,00 (inteira) e R$ 8,00 (estudante) e podem ser comprados antecipadamente ou na hora do show no posto de vendas montado ao lado da bilheteria dos cinemas, no primeiro piso do MAG. O telefone do Disque Seis e Meia é 3621-1666.

Compositor das Estrelas
– O mineiro Tunai vem de uma família de músicos, tendo como irmão mais famoso o cantor e compositor João Bosco. Aos 11 anos, Tunai chamou a atenção em um festival da escola, cantando bossa nova. Desde então não largou mais a música, mesmo quase se formando em engenharia. Suas composições – a maioria em parceria com o letrista Sérgio Natureza – já foram gravadas por Milton Nascimento, Emílio Santiago, Fagner, Gal Costa, Simone, Nana Caymmi e muitos outros.

Revelado em 1978 por Fafá de Belém, que gravou sua canção “Se Eu Disser”, quando ele ainda assinava com o sobrenome Mucci, Tunai teve seu estouro real como compositor no ano seguinte, quando Elis Regina interpretou “As Aparências Enganam”, no clássico LP ‘Elis, Essa Mulher’. Daí até meados dos anos 80, ele foi figurinha fácil nos discos de grandes intérpretes da MPB.

No início da década de 80, depois de vários anos atuando com sucesso como compositor, gravou seu primeiro disco solo – Todos os Tons-, onde também cantava e tocava violão. Sua carreira como intérprete decolou e Tunai começou a fazer shows por todo o Brasil. Seus grandes sucessos foram Frisson, Eternamente, Sintonia, Sobrou pra Mim, Olhos do Coração e “Certas Canções”.

Vanguarda – O cantor e compositor Paulo Ró iniciou sua carreira musical em 1976 na cidade de João Pessoa sob influência de seu irmão Pedro Osmar. Paulo Ró faz pesquisas musicais amplas e em seu trabalho pode-se encontrar melodias tradicionais e ritmos primitivos, modernos e contemporâneos.

Já gravou os discos “Canto Cereal”, com o Grupo Etnia (1992); Jaguaribe Carne Instrumental, com o Grupo Jaguaribe Carne (1992); O Jardim dos Animais, em parceria com o poeta mineiro Ronald Claver (1998); Vem no Vento, com o Grupo Jaguaribe Carne e com as participações especiais de Chico César, Lenine, Bráulio Tavares, Van Santos, Shangai, Elomar, Elba Ramalho, Escurinho, Jorge Negão entre outros, e Olhos de Proa em parceria com o biólogo e poeta Vergara Filho.

No Seis e Meia, Paulo Ró vai apresentar o repertório do show A Música em Si, que mistura vários ritmos e tendências e dá uma boa idéia do universo musical do artista. Acompanham Paulo Ró, que canta e toca violão, os músicos Tina (voz e percussão), Uirá Garcia (guitarra), Daniel (contrabaixo), Jânio Silvério (sanfona) e Italan Bezerra (bateria).