Única escola municipal a participar da Olimpíada de Robótica é de JP

Por - em 86

Uma equipe de robótica educacional da escola municipal Duarte da Silveira, no Ernani Sátiro, representou a Paraíba e foi a única escola municipal do país a participar da V Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), que ocorreu na cidade de São João Del Rei, em Minas Gerais, na semana passada.

O maior evento em tecnologia destinado a alunos da educação básica reuniu competidores de todos os estados brasileiros. A equipe paraibana ‘Destemidos’ foi formada por quatro alunos e um monitor de informática.

A coordenadora de informática educativa da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), Janilde Guedes, acompanhou toda competição e afirma que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) foi lembrada e elogiada por acreditar que a robótica é um dos melhores recursos no processo de ensino e aprendizagem dos alunos.

“Tivemos destaque na OBR não apenas por ser escola pública, mas também por ser o Estado recorde de inscrições, com 50, sendo que 41 da Rede Municipal. Isso mostra a façanha, eficácia e ousadia da Sedec pela visão de futuro e políticas públicas educacionais”, acrescenta Janilde.

Destemidos – A equipe é formada pelos estudantes, Alice Fidélis de 14 anos; Ricardo Campos também de 14; Alexsander Lima de 15 anos; Inaldo Souza de 18; e pelo monitor/técnico Thales de Albuquerque. No ranking nacional, a escola obteve o 14º lugar dentre as 27 equipes competidoras. A PMJP deu apoio total à competição. Arcando com as despesas (passagens aéreas, hospedagem e alimentação) de toda delegação.

Robótica – A ferramenta foi implantada na Rede Municipal em 2007 e atualmente atende a 52 escolas, com previsão, em curto prazo, de ser expandida a todas as unidades de ensino. Os laboratórios instalados nas instituições beneficia cerca de 25 mil estudantes. Para as aulas de robótica cada unidade recebeu kits compostos por uma central de programação, seis pares de sensores (som, luz, movimento e toque) e módulos de vários tamanhos que montados formam robôs, além de ferramentas e apostilas, que são repassadas para monitores, professores e alunos.