Usuários de Saúde Mental do HU visitam Estação Cabo Branco

Por - em 26

Familiares e usuários do Serviço de Saúde Mental Marcos Wanderlei, do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), visitaram na manhã desta quarta-feira (22) a Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, localizada no Altiplano. Além de conhecerem toda a estrutura física e o núcleo de exposições, os visitantes participaram de uma oficina artística e pedagógica de dança populares, ministrada pela oficineira Daniele Amaro. A visita foi conduzida pelos profissionais de educação da Estação Cabo Branco.

A psicóloga do HU, Marília Moura, explicou que o setor trabalha com os parâmetros sugeridos pelo italiano Franco Basaglia, médico e psiquiatra precursor do movimento de reforma psiquiátrica, conhecido como psiquiatria democrática, que consiste em socializar cada vez mais o paciente e seus familiares com arte e a cultura. Basaglia promoveu uma importante reforma no sistema de saúde mental italiano e lutou para a criação da Lei nº 180 (Lei Basaglia), ano de 1978, que estabeleceu a abolição dos hospitais psiquiátricos (manicômios) na Itália e está vigente até os dias atuais.

“A visita na Estação tem essa função de colocá-los em contato com a cidade em que residem no intuito mesmo de inclusão social”, comentou Marília Moura. “Uma maravilha esse lugar. Estou encantado e agradecido”, disse Antônio Alves dos Santos, 60 anos, aposentado e usuário dos serviços de psiquiatria do HU.

O Núcleo de Psiquiatria do HU da UFPB funciona há cinco anos com um ambulatório que atende a cerca de 50 usuários de toda a Paraíba. O paciente e usuário Edivande Carvalho Andrade, 52 anos, aposentado, disse que já tinha vindo à Estação. “Desta vez conheci melhor e participei das atividades”, comentou Edivande, garantindo que vai retornar outras vezes com familiares e amigos.