Vem aí a 12ª edição da Taça Kika de Handebol de Areia

Por - em 40

Um público estimado em 10 mil pessoas por dia deve prestigiar a 12ª edição da Taça Kika de Handebol de Areia, a ser realizada no Busto de Tamandaré (divisa entre as praias de Tambaú e Cabo Branco), no período de 10 a 13 deste mês, em João Pessoa. A competição conta com o apoio da Prefeitura da Capital (PMJP), por meio de sua Secretaria de Juventude, Esporte e Recreação (Sejer), e da Federação Paraibana de Handebol (FPH).

A cada ano, o evento esportivo ganha maior visibilidade no cenário nacional e já integra o calendário oficial do handebol paraibano, bem como da Confederação Brasileira (CBHb) da modalidade. Em 2008, a comissão organizadora (formada por profissionais liberais, técnicos e ex-técnicos, atletas e ex-atletas e outros amantes desse esporte) espera a participação de 40 equipes, sendo 16 delas nas disputas das categorias mirim, infantil, cadete e juvenil, e 24 na adulta.

Participantes – Nos dias da competição, João Pessoa receberá equipes do Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas, Maranhão, Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo, entre outros estados brasileiros. Em janeiro, mês de férias, a Capital paraibana costuma estar repleta de turistas e, na oportunidade, contará também com a presença de membros das comissões técnicas das seleções brasileiras de handebol masculina e feminina.

A décima segunda edição do torneio arrecadará alimentos não perecíveis que serão doados a entidades filantrópicas. A ação é parte da responsabilidade social da competição, que já proporciona a inclusão de crianças, jovens e adultos com dificuldade para exibir seu talento em uma modalidade esportiva.

Paraibanos campeões – A coordenadora-geral da 12ª Taça Kika, professora Rossana Coeli Seabra Marques, informa que o handebol nacional tem na Paraíba cinco campeões mundiais, consagrados no último torneio desse nível realizado em 2006 no Rio de Janeiro. Entre esses campeões está o atleta Bruno de Oliveira, considerado à época o melhor jogador do mundo do esporte na areia pela Federação Internacional de Handebol (IHF). Do lado feminino aparece a atleta Cinthya Piquet, essa detentora de dois títulos mundiais. Ainda na lista, os professores Francisco de Assis e a própria Rossana Coeli, integrantes das comissões técnicas das seleções brasileiras que disputaram aquele mundial.

Completando a lista de campeões, vem a goleira Mayssa Raquel – eleita por duas vezes a melhor do mundo na sua posição, fato que motivou sua contratação por uma equipe da Espanha, onde joga atualmente. Ela e o colega Iker Romero Osoro residem naquele país e são os responsáveis pela divulgação internacional do evento.

Curiosidade – O nome ‘Taça Kika’ é uma homenagem à ex-atleta Ana Cristina Rolim Machado (conhecida simplesmente como ‘Kika’), que faleceu vítima de atropelamento na praia de Tambaú, quando treinava para uma competição no ano de 1995. O treinamento era conduzido pela técnica Rossana Coeli e um veículo desgovernado invadiu a área onde a equipe realizava uma corrida, atingindo a atleta. Em função disso, a professora resolveu dar ao torneio o nome da aluna.

Comissão – Mais informações sobre a 12ª Taça Kika de Handebol de Areia podem ser obtidas com a comissão organizadora, integrada pela coordenadora-geral Rossana Coeli (83) 8881-0700, Rogério Velinho, marketing (83) 9108-7075 ou Sílvio Lago, arbitragem (83) 8868-0950.

Compõem ainda a comissão, Mayssa Raquel e Iker Romero Osoro (divulgação internacional), Rodrigo Castelo Branco (site:www.portalfissura.com.br) e demais organizadores Gustavo Lemos, Antonio Guerra Peixe, Julio Correia, Pedro Paulo, Adriano Sérgio, Janaína Mendonça e Ulisses Muniz.