Violinista participante do 5º Festival de Música Clássica entrega doações para crianças

Por Katiana Ramos - em 352

A violinista russa Masha Iakovleva, que participa do 5º Festival de Música Clássica de João Pessoa, vai entregar, nesta quinta-feira (23), objetos para instrumentos musicais utilizados pelas crianças e adolescentes do projeto Ação Social Pela Música (ASPM). Serão contemplados 75 alunos do Núcleo João Pessoa – Unidade 1, em Mangabeira.

A entrega dos donativos será a partir das 14h30 e, na oportunidade, a musicista e o maestro do festival, Laércio Diniz, farão uma minioficina com as crianças do ASPM. O diretor artístico do evento, Alberto Johnson, explicou que Masha Iahovleva conheceu o projeto no ano passado e ficou encantada com a iniciativa. “Ela fez alguns concertos beneficentes pela Europa com o intuito de ajudar essas crianças, de alguma forma. Comprou cordas e outros objetos para doar ao projeto”, disse Alberto Johnson.

A 5ª edição do Festival de Música Clássica começa no próximo domingo (26). Uma das apresentações da violinista Masha Iakovleva será no dia 28, às 20h, na Igreja de São Francisco. A programação completa está disponível no link: http://musicaclassica.joaopessoa.pb.gov.br .

O Festival será realizado no período de 26 de novembro a 2 de dezembro, e vai reunir 30 atrações, sendo 11 delas internacionais. Serão 23 concertos, todos gratuitos, realizados nas igrejas do Centro Histórico, além das 14 masterclasses. O evento é realizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio de sua Fundação Cultural (Funjope), com patrocínio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Projeto Ação Social Pela Música – Na Capital, o Projeto Ação Social Pela Música é patrocinado pela empresa Cielo e tem parceria efetiva com a PMJP, através de Funjope. A iniciativa atende 150 crianças e adolescentes nas unidades do Alto do Mateus e de Mangabeira, onde aprendem a tocar instrumentos de cordas (violino, viola, violoncelo e contrabaixo). Os dois novos polos, no Gervásio Maia e no Varadouro (Casa da Pólvora), inaugurados em agosto, já estão atendendo 120 alunos com aulas de flauta doce e canto coral.