Viveiro Municipal produz mais de 38.500 mudas de árvores em 2011

Por - em 233

O Viveiro Municipal de Plantas Nativas de João Pessoa produziu, em 2011, 38.766 mudas de árvores nativas, número que superou a meta de 35 mil para este ano. Além de produzir, o Viveiro promoveu o plantio de 2.945 árvores nativas em áreas urbanas e degradadas e distribuiu outras 8 mil mudas. Ligado à Divisão de Paisagismo da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), o Viveiro está inserido no projeto João Pessoa Verde para o Mundo, lançado em 2007.

A Prefeitura faz a doação de mudas atendendo as solicitações que são feitas à Semam. Cada muda doada é acompanhada de uma ficha técnica de cadastro, com os dados da pessoa responsável. O morador que quiser uma muda de árvore pode solicitar à Semam pelo telefone 3218.9200 ou ao Viveiro Municipal, no 3214.4936.

Depois de informado o endereço do interessado, um técnico da Secretaria vai averiguar o local e checar se há condições de atender a solicitação. Os técnicos fazem a medição da largura da calçada e da rua e ainda verificam se há fiação subterrânea e esgoto na área. Esse procedimento é necessário para a escolha da espécie de árvore mais adequada.

As mudas de árvores nativas produzidas pelo Viveiro Municipal são distribuídas de acordo com as solicitações e também atendem à Divisão de Paisagismo da Prefeitura, responsável pela arborização de áreas urbanas e degradadas de João Pessoa.

Áreas degradadas – Estes anos foram feitas ações de recuperação na Bacia do Cuiá, que fica no Grotão; no Parque Cuiá, no Valentina Figueiredo; Ponta do Seixas, na avenida que dá acesso à Estação Cabo Branco e também na mata da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), no bairro dos Bancários. Essas áreas receberam mudas de cajueiro, ipê roxo e amarelo e munguba, entre outras.

Segundo o coordenador de Plantio Urbano e Áreas Degradadas da Semam, Yuri Araújo, a recuperação de áreas degradadas contribui para a qualidade de vida e saúde da população. “As árvores ajudam a reduzir a poeira e poluição do ar, contribuem também para o microclima do ambiente, mantendo as temperaturas mais amenas e ainda ajudam a controlar a poluição sonora. Elas formam um bloqueio natural, impedindo a propagação do som”, explicou.

Áreas urbanas – Em 2011, a Divisão de Paisagismo cuidou das principais avenidas de João Pessoa, como Coremas, Eurípedes Tavares, Pedro I, Tabajaras, Beira Rio e Rui Carneiro. Os canteiros receberam mudas de árvores nativas, adaptadas para o plantio urbano, com raízes profundas. Elas são mais adequadas para áreas onde existem redes de esgoto e fiação subterrânea. Foram plantadas cássia ferrugínea, ipês, angicos e carolinas.