Xadrez na Escola: simultânea terá mestre internacional

Por - em 30

Mais de 120 alunos de escolas da rede municipal de ensino estarão reunidos no próximo sábado (7) na ‘2ª Simultânea de Xadrez’, promovida pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), numa ação da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec). O evento acontece a partir das 14h daquele dia, no Ginásio Hermes Taurino, localizado no bairro de Mangabeira.

Para atuar na simultânea, a PMJP convidou o mestre internacional de xadrez Luismar Jorge de Brito. Já tendo participado de várias experiências nesse esporte, o enxadrista pretende levar para as crianças das unidades de ensino municipais suas técnicas e habilidade, como forma de aprofundamento e motivação a todos que participam do projeto Xadrez na Escola, responsável por essa ação na Sedec.

“A experiência das simultâneas de xadrez é extremamente gratificante, pois é um momento em que nós reunimos todos os alunos participantes do projeto, e que dá a oportunidade deles estarem expondo seus talentos e novos conhecimentos, e ainda, aprendendo muito com o mestre que convidamos a participar da ação”, reforçou Francisco Cavalcanti, coordenador do projeto Xadrez na Escola.

O projeto Xadrez na Escola é realizado nos estabelecimentos de ensino da rede municipal e Centros de Referência em Educação Infantil (Creis) desde o ano de 2005, com o objetivo de desenvolver a auto-estima, motivação e o raciocínio lógico, utilizando o esporte como um instrumento lúdico e pedagógico, dentro das salas de aula.

O mestre – O paraibano Luismar Jorge de Brito é mestre internacional de xadrez e iniciou suas atividades no esporte aos 12 anos de idade. Nos anos 70, foi campeão paraibano por duas vezes, tendo representado o Estado no 41º Campeonato Brasileiro de Xadrez, em Salvador (BA), onde ficou entre os dez primeiros lugares.

Nos anos 80, iniciou sua carreira no exterior depois de ter sido convidado pelo mestre internacional inglês Hary Golembeck, para participar do ‘Chalenger-Hasting-England’, que reúne os três melhores enxadristas de cada país; ele foi campeão, sendo o único brasileiro a ganhar esse título. Depois dessa experiência, residiu por oito anos nos Estados Unidos, onde teve uma vasta experiência em campeonatos e no ensino do xadrez a crianças e em seguida participou de diversas competições em países como Rússia, Angola, Alemanha e Bélgica, entre outros.