Saúde

Prefeitura de João Pessoa orienta população a procurar atendimento médico em casos de síndromes gripais

24/12/2021 | 14:02 | 18569

A descoberta da nova cepa da influenza, batizada de H3N2 Darwin, tem aumentado a procura dos serviços de saúde da Prefeitura de João Pessoa. Os sintomas são bem parecidos com os da Covid-19, como febre, dor de garganta, tosse, coriza, indisposição. Por isso que a Secretaria Municipal de Saúde orienta a população a procurar atendimento médico nas unidades de saúde da família, policlínicas, unidades de pronto atendimento e em hospitais para casos mais graves.

“Esse aumento para diagnóstico da síndrome gripal na rede pública de saúde tem sido registrado em todo o Brasil. Alguns Estados já registram surto de gripe, mas a Paraíba ainda não”, declarou Rayana Coelho, diretora de Assistência Básica à Saúde de João Pessoa, acrescentando que o aumento de casos da doença deve não só ao surgimento de novas cepas da influenza, mas também a mudança de clima com a chegada do verão.

Ela recomenda a população para procurar as unidades de saúde da família ao sentir os primeiros sintomas tradicionais da gripe. “Tendo em vista que o médico é o profissional capaz de diagnosticar a doença, medicar e encaminhar para a rede municipal para o tratamento adequado”, ressalta.

A Prefeitura de João Pessoa, através da Secretaria de Saúde, garante o diagnóstico da síndrome gripal em 96 unidades de saúde da família, com atuação de 203 equipes para atender a demanda. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h, com intervalo das 11h ao meio dia para o almoço.

“Nos finais de semana e feriados, quem apresentar sintomas gripais pode procurar as quatro UPAS da rede municipal, distribuídas nos bairros do Valentina, Bancários, Manaíra (Oceania) e Cruz das Armas”, acrescentou.

Os sintomas – A infecção pelo H3N2 gera sintomas respiratórios clássicos, causando mal-estar e é considerada mais perigosa para idosos, crianças e pessoas com comordidades. As principais reações são: coriza, tosse, dores no corpo, de cabeça e também de garganta, além de indisposição e febre.

Para evitar novos contágios da doença, os médicos recomendam aos pacientes com esses sintomas que fiquem no isolamento por sete dias, além de repouso, boa alimentação, hidratação e uso de medicação prescrita para aliviar as dores e febre.

Proteção – A diretora de Atenção à Saúde da rede municipal de João Pessoa disse ainda que, para se proteger, é fundamental que a população mantenha os mesmos cuidados recomendados pelos órgãos de saúde no combate à Covid-19, entre eles, distanciamento, uso de máscaras e lavagem das mãos com frequência, entre outros.