Educação

Prefeitura retoma aulas da EJA no Residencial Colinas de Gramame

06/10/2021 | 10:30 | 295

As aulas da Escola de Gente Grande, resultado de uma parceria entre as Secretarias Municipais de Habitação (Semhab) e Educação (Sedec), para execução da modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), tiveram inicio nesta terça-feira (5), no Residencial Colinas de Gramame, no Colinas do Sul.

Atualmente 45 alunos estão matriculados em duas turmas e o projeto oferece aos jovens e adultos a oportunidade e voltar a estudar. O programa é dividido em nove ciclos e as aulas são de segunda a sexta feira, sempre no horário da noite. Os alunos que concluírem toda a etapa se tornam aptos a participar de um curso de qualificação profissional para atuar como agentes de saúde.

“O nosso objetivo é educar e alfabetizar pessoas que não tiveram a oportunidade de estudar, ou porque tiveram que trabalhar e no caso das mulheres porque tiveram que cuidar dos filhos, mas agora vão voltar a estudar e com isso ter uma vida melhor”, disse a secretária de Habitação, Socorro Gadelha.

Ela explicou que a “Escola de Gente Grande” é uma extensão da Escola Municipal Raimundo Nonato que cedeu os professores, uma vez que as aulas são ministradas no Residencial para facilitar  a vida dos alunos, já que eles trabalham durante o dia e as aulas são no período da noite.

O projeto – A Escola de Gente Grande é mais um programa assistencial oferecido pelo projeto Pós-Ocupacional da Secretaria de Habitação aos moradores dos residenciais, mas, de acordo com a assistente social que integra a equipe técnica e social da Semhab, Walquiria Meneses, qualquer pessoa do bairro que deseja participar das aulas pode se matricular. Ela disse que os professores se revezam nas aulas e nas disciplinas e a receptividade do público tem sido muito boa e os alunos têm demonstrado interesse em participar do projeto.

A coordenadora da Equipe Técnica e Social da Semhab, Karla Souza disse que a secretaria tem trabalhado no sentido de oferecer aos moradores dos residenciais uma qualidade de vida melhor e no caso da escolinha eles vão poder voltar a estudar.