Arte e Cultura

Estação Cabo Branco realiza exposição virtual e homenageia a artista plástica Lili Brasileiro

08/07/2021 | 16:30 | 522

A artista plástica e professora Lili Brasileiro será homenageada com a exposição de suas obras, durante todo esse mês de julho, na Estação Cabo Branco- Ciência, Cultura e Artes, no bairro do Altiplano. A exposição ‘Expo Virtual – Cidade Que Cuida’ será virtual, podendo ser acessada pelo link https://tour360.meupasseiovirtual.com/038699/143370/tourvirtual/.

“Ter essa exposição em homenagem a Lili Brasileiro é muito gratificante para família, amigos e pessoas que sempre admiraram a sua arte. Ela sempre mencionava a importância de levar cultura e também felicidade para todos. Aliás, ser feliz sempre foi o seu lema de vida. E a sua arte, a maneira de expressar este estilo de vida e poder ajudar outras pessoas”, disseram as filhas Rachel, Karoline e Louise Brasileiro.

Além da homenagem a Lili Brasileiro, que morreu no mês passado vítima de infarto, a Estação Cabo Branco também vai homenagear os artistas Chico Ferreira, Tito Lobo, Chico Pereira, José Aquino, Cremilson Soares, Flávio Tavares, Rodrigues Lima, Ana Wanderley, Eulâmpio, Guilherme Semmedo, Percy Fragoso e Murilo Santos.

Na Expo virtual, que tem uma produção musical de Mô Lima, terão obras feitas em cerâmica, porcelana, telas, ladrilhos, seda e guarda-sóis. “A Estação agora expõe para o mundo. A exposição virtual veio para ficar, uma realidade de muitos museus e não podíamos ficar de fora. Temos um acervo belíssimo com artistas relevantes e isso precisa ser explorado, principalmente nesse momento tão difícil para a classe artística. Estamos de portas abertas para continuar com essa proposta e logo vamos convidar outros artistas para participar”, explicou a curadora da Estação, Amanda Costa.

Algumas obras que serão apresentadas na exposição são: Um africano alemão – Estação Cabo Branco; Mulher Rendeira – Psychê; Transcender I – Plantio de guarda chuvas; Chamada de Serra Velha – Graviolas IV; No reino do sol – Santa Ceia; e Tributo ao Cordel – O pão nosso de cada dia.