Vista do Verde II

Habitação inicia programação de atividades sociais com manhã de apresentações culturais e exercícios físicos

17/07/2021 | 14:30 | 151

A Secretaria Municipal de Habitação Social (Semhab) iniciou neste sábado (17) a programação de atividades sociais no residencial Vista do Verde II, localizado no Bairro das Indústrias. Durante toda a manhã, os moradores participaram de atividades culturais e físicas, com o objetivo de integração da população, sempre com o respeito aos protocolos de segurança em saúde, em razão da pandemia da covid-19. Em seguida, também serão ofertados cursos profissionalizantes para proporcionar a geração de renda.

A secretária de Habitação, Socorro Gadelha, explica que quando há uma entrega de condomínio pela Prefeitura de João Pessoa, é feito o trabalho de integração entre a população, para que todos possam viver em harmonia, respeitando e cuidando dos espaços de convivência.

“Cada um vem de uma realidade, então fazemos esse trabalho de orientação. Iniciamos, hoje, com um teatro de fantoches para as crianças, apresentação de dança do grupo de mulheres do Vista do Verde I, o que mostra que o trabalho funciona, e também realizamos a atividade de alongamento, ginástica aeróbica e aulão de ritmos e relaxamento”, afirma a secretária.

Socorro Gadelha adianta que, além das atividades físicas, que ocorrerão diariamente para os moradores, serão realizados cursos profissionalizantes. “Vamos disponibilizar cursos de reforço escolar, doulas, manicure e pedicure, cabeleireiro, barbeiro e jardineiro, para que as pessoas possam aprender uma profissão e conquistar seu sustento”, enfatiza a secretária.

O secretário executivo de Habitação, Ildeberto Lucena (Beto Pirulito), destaca o comprometimento da gestão com os moradores dos residenciais. “Nosso trabalho vai desde a aquisição de recursos para a obra e se estende ao processo de adaptação das pessoas ao novo lar. Seguimos à risca o que diz o prefeito Cícero Lucena sobre ser uma cidade que cuida das pessoas. O acompanhamento social é demasiado importante para a boa convivência de todos e a atividade física é uma boa maneira de incentivarmos a saúde física, que contribui para a saúde mental”.

Para a moradora do Vista do Verde I, Luciana Marinho, aconteceu exatamente assim. “Eu sofria com depressão e precisava tomar medicamento. Mas, à medida que eu fui participando das atividades, minha saúde mental melhorou e hoje estou bem sem usar medicação”, conta ela, que participa de um grupo de dança criado a partir das atividades físicas.

A pequena Lívia, de oito anos, estava encantada com a apresentação de fantoches e do grupo de dança do qual Luciana participa. Para a menina, que vive com os pais e o irmão, a melhor parte em morar no Vista do Verde II é o parquinho. Participaram também da atividade deste sábado agentes da Guarda Civil Metropolitana e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Atividades diárias – De acordo com o educador físico da Semhab, Berg Sennah, as atividades físicas são realizadas todos os dias nos residenciais (Vista Alegre, Colinas de Gramame, Nice de Oliveira e Vista do Verde I). “Adaptamos as atividades para os perfis dos grupos, a exemplos de crianças ou idosos. Os exercícios variam também conforme o condicionamento físico dos praticantes. O importante é incentivarmos a prática da atividade para o ganho em saúde e qualidade de vida”.

Além do trabalho dos educadores físicos, os moradores do Vista do Verde II terão acesso a uma equipe multidisciplinar, composta por assistente social, psicólogo, pedagogo, administrador e economista. “Nós trabalhamos esta perspectiva de vida num condomínio. Para muitos, é uma realidade nova, portanto, é preciso estabelecer regras de convivência, intermediando situações. Este trabalho tem duração de um ano, podendo ser prorrogado por mais um ano”, explica a coordenadora de Trabalho Técnico e Social da Semhab, Karla Souza.

O Residencial Vista do Verde II, localizado no Bairro das Indústrias, foi entregue no dia 18 de junho, beneficiando 192 famílias que viviam em comunidades vulneráveis e em condições precárias de habitação. Já o Vista do Verde I foi entregue em janeiro, contemplando o mesmo número de famílias.