Proteção

Ações realizadas pela Prefeitura em diversos pontos da Capital marcam Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração de Crianças e Adolescentes

18/05/2022 | 14:00 | 256

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é lembrado nesta quarta-feira (18) em diversos pontos da Capital em ações realizadas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, através das secretarias de Desenvolvimento Social (Sedes), Direitos Humanos e Cidadania (Sedhuc) e Educação e Cultura (Sedec).

Na ação realizada no Parque Solon de Lucena (Lagoa), durante toda a manhã, o vice-prefeito da Capital, Leo Bezerra, esteve presente e destacou a importância do engajamento do poder público e da sociedade no combate à violação de direitos das crianças e adolescentes. “Não podemos cruzar os braços. É preciso oferecer ajuda e proteção. Se você está sendo explorado sexualmente ou conhece alguém que esteja passando por isso, não tenha medo, denuncie”, reforçou.

A população que passou pela Lagoa foi orientada com ferramentas educativas contra a exploração de crianças e adolescentes, por meio de serviços e equipes de instituições que realizaram abordagens, panfletagem e falas educativas e de reflexão sobre o tema, além de tenda artística e música. A população pode conhecer ainda o Disque 156, serviço criado pela Prefeitura para atender denúncias sobre violações de direitos.

“A política de proteção às crianças e adolescentes é uma prioridade da gestão e não poderíamos deixar de realizar esse evento, com uma grande mobilização da rede de proteção e fazer com que a população seja educada sobre a importância de denunciar os casos”, reforçou Dorgival Vilar, secretário de Desenvolvimento Social do Município.

“Só tenho a agradecer pelo trabalho e empenho de todos para proteger nossas crianças contra a violação dos seus direitos. Temos que ser audaciosos para denunciar e utilizarmos o 156 para que sejam encaminhadas e tomadas as providências para que as crianças sejam protegidas”, arrematou João Corujinha, secretário de Direitos Humanos e Cidadania.

Rede de ensino – Nas Escolas Municipais Padre Pedro Serrão e Américo Falcão, no bairro do Cristo, a temática foi trabalhada previamente com os professores em sala de aula para que os alunos vislumbrassem a importância desse momento que é a prevenção ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Foram feitos cartazes, textos, poesias, poemas, apresentação cultural, em uma parceria com a Rede Crescer, dos bairros do Cristo e Rangel.

Após uma apresentação cultural os alunos tiveram um momento de diálogo com os conselheiros tutelares onde puderam fazer perguntas e tirar as dúvidas.

“Quero dizer aos nossos alunos que vocês estão seguros dentro de nossas unidades e que podem confiar nos seus professores, gestor, funcionários, para que juntos possamos enfrentar as dificuldades. A gente, juntando as mãos, Conselho Tutelar, escolas, secretarias de assistência social, podemos trabalhar nessa ação e que vocês possam se abrir e dizer o que estão sentindo e nunca calar”, destacou América Castro, secretária de Educação e Cultura de João Pessoa.

Até o fim do mês – Além das ações desta quarta, acontecerão durante todo o mês de maio, abordagens em paradas de ônibus e trens da Capital, rodas de diálogos com usuários das Cozinhas Comunitárias e flash mobs no Busto de Tamandaré e em frente ao Shopping Mangabeira. O encerramento das ações será com uma roda de diálogo com o tema “O papel da rede de proteção no combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes”, com a presença de juristas, autoridades municipais e nacionais para discutir e encontrar novos caminhos para garantir os direitos de crianças e adolescentes.

A programação, além de ser uma ferramenta de conscientização da população, também fortalece as ações do selo do programa Prefeito Amigo da Criança criado pela Fundação Abrinq.