Domingo de diversão

AnimaCentro leva teatro, circo, palhaços e música ao Centro Histórico de João Pessoa

20/10/2019 | 20:01 | 1524

O AnimaCentro mais uma vez  presenteou a Capital com uma gama de atrações diversificadas, feita para agradar aos mais diversos públicos. Recreação circense, palhaços, teatro e hip hop fizeram parte da programação deste domingo (20). O projeto é promovido pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através de sua Fundação Cultural (Funjope).

A diversão começou às 15h no Novo Parque da Bica com animação e recreação circense com a Companhia de Teatro e Circo Lua Crescente. A Companhia, criada em 2002, baseia todo o seu trabalho em adequar a arte do circo a linguagem teatral. A interação com a plateia foi total, encantando as crianças e despertando memórias afetivas nos adultos.

Na Praça da Independência, as atividades começaram às 16h com o espetáculo ‘O Circo Do Palhaço Wolverini’. A narrativa contou a história do palhaço Wolverine, que sonhava ter seu próprio circo e que percorre um longo caminho até concretizar seu sonho. No decorrer do espetáculo, oito artistas se revezaram na apresentação de diversos números circenses.

Já no Parque da Lagoa foi apresentando pelo grupo Agitada Gang o espetáculo infanto-juvenil ‘O Rei do Lixo’, que contou a história de Pitu, um catador de lixo que faz amizade com uma garrafa de champanhe, um balde plástico e uma caixa de papelão. Juntos, eles partem em busca da realização de seus sonhos. O espetáculo mistura entretenimento com conscientização sobre sustentabilidade.

Embora o Parque da Lagoa possua possibilidades ilimitadas de diversão para as crianças, a apresentação dos espetáculos no local vem caindo no gosto do público, atraindo cada vez mais gente. O ajudante de frigorifico José Marcius, por exemplo, vai com a família quase todas as semanas ao Parque da Lagoa, mas nunca havia parado para assistir a um espetáculo. “É a primeira vez que meu filho, Samuel, assiste a uma peça de teatro, é muito bom ter essa oportunidade assim, em praça pública. A gente sempre vem para Lagoa, mas ficamos perto dos brinquedos, hoje paramos para ver a peça e ele está adorando”, relatou.

Para o público adulto, a pedida do domingo foi o grupo a Sinta A Liga Crew que se apresentou no Pólvora Cultural, no Centro Cultural Casa da Pólvora. Com a participação da rapper trans Bixarte e da banda Orija, o grupo prendeu a atenção do público com um repertório falando sobre empoderamento feminino com pitadas de poesia e acidez.

O engenheiro ambiental Gregório Costa tornou-se frequentador habitual do Pólvora Cultural, mas também elogia a diversidade de opções culturais para diferentes públicos espalhadas pelo Centro da cidade. “Isso aqui é incrível. Foi uma grande sacada da Prefeitura impulsionar a ocupação desses espaços públicos e pelos mais diversos públicos, com entretenimento para crianças e adultos”, disse.