Lazer

AnimaCentro proporciona domingo com atrações gratuitas para toda a família

25/08/2019 | 19:22 | 1294

Quem optou pelo lazer em família ou entre amigos no Centro da cidade neste domingo (25) teve várias opções de programação. O projeto AnimaCentro, da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), reuniu diversas atrações em vários polos da cidade. O Novo Parque da Bica, o Parque da Lagoa, a Praça da Independência e a Casa da Pólvora, foram palco de cultura, atividades infantis, musicais e artísticas.

No Novo Parque da Bica, mais de 5 mil pessoas aproveitaram a apresentação da Companhia de Teatro Rataplan, que encenou o espetáculo “Sítio do Pica-Pau Amarelo”, inspirado na obra de Monteiro Lobato. Os artistas chegaram por volta das 15h, interagiram com a plateia cerca de uma hora, antes de começar a apresentação. Foi possível tirar fotos e brincar com a criançada, que ficou maravilhada com a turma do Sítio.

Alana veio dos Bancários e reuniu parte da sua família que mora no Expedicionários para um piquenique no Parque da Bica. Chegaram logo depois do almoço para passar a tarde no local. “Primeira vez que venho depois da reforma e estou achando lindo! Muito bacana para tirar foto e também para a criançada gastar energia”, destacou.

Jéssica, moradora do Colinas do Sul, viu no Facebook que iria ter atração infantil e aproveitou para reunir os vizinhos e parte da família. Ela trouxe sua filha Naabe, de um ano de idade, para tirar fotos. “Ficou lindo aqui, vi na internet e trouxe ela para dar uma renovada no álbum de fotos. Achei bacana que a atração acaba sendo para criança e para os pais também. Adorava o Sítio do Pica-Pau quando era pequena”, relatou.

Parque da Lagoa – No Parque da Lagoa, outro polo do AnimaCentro, a animação ficou por conta da Companhia Oxente de Teatro Popular e o espetáculo “Quem Quiser que conte outra arretada”. A apresentação também contemplou os públicos adulto e infantil, com cantigas de roda tradicionais. No começo da apresentação, os artistas pediram para todos darem uma “desplugada” dos celulares, para desfrutar e interagir com o espetáculo. Lucineia Alves mora no José Américo e levou seus dois filhos para conferir a apresentação. “Sempre que posso trago eles aqui, acho o projeto muito bacana, eles amam as atrações e a gente acaba se divertindo também”, destacou.

Ana Célia é de Minas Gerais e mora em João Pessoa há pouco mais de um ano. Foi ao Parque da Lagoa com sua filha de um mês e o marido. “Primeira vez que tenho oportunidade de vir, mas achei maravilhoso. Gosto muito da cidade, acho tranquila e muito bonita. Aqui no Parque da Lagoa tem muita segurança, dá para aproveitar tranquilamente”, destacou.

Circo – Na Praça da Independência, o Circo da Pulga Voadora levou a criançada ao delírio. O local atraiu um grupo de amigos da Renovação Carismática Católica. “A gente sempre escolhe lugares para visitar juntos, ano passado fizemos na Lagoa e esse ano tivemos a ideia de fazer aqui na Praça. Fomos surpreendidos com essa apresentação maravilhosa, que chamou a atenção das crianças”, relatou Silvana Costa, coordenadora do grupo Arca da Aliança, do Santuário São Judas Tadeu.

O Pólvora Cultural, na Casa da Pólvora, atraiu o público que quis conferir o espetáculo que é o pôr do Sol no Centro Histórico e aproveitar o som do Trio Malacares e Duo Rieg. Janaína Freire veio de Manaíra com um grupo de amigos da universidade para conferir. “Já tinha vindo outras vezes, mas meus amigos não. Acho uma vibe muito massa e dá pra tirar fotos legais com essa paisagem linda”, explicou.

 AnimaCentro – O projeto tem como objetivo ocupar os espaços históricos revitalizados pela atual gestão, ofertando uma programação cultural, diversificada e gratuita, para várias faixas etárias em 10 polos: Parque da Lagoa, Praça da Independência, Praça Rio Branco, Pavilhão do Chá, Galeria Casarão 34, Hotel Globo, Novo Parque da Bica, Villa Sanhauá, Praça Antenor Navarro e Centro Cultural Casa da Pólvora. É realizado pela Funjope com apoio das secretarias da PMJP. A programação do projeto é disponibilizada no site da PMJP semanalmente.