João Pessoa Sustentável

BID reconhece avanços do Programa e renova contrato de 200 milhões de dólares com Prefeitura

21/10/2021 | 21:00 | 238

O contrato do Programa João Pessoa Sustentável, da Prefeitura da Capital com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), foi renovado nesta quinta-feira (21). Orçado em 200 milhões de dólares, o Programa tem por objetivo promover o desenvolvimento urbano com foco no planejamento, na sustentabilidade e no fortalecimento da gestão pública municipal. Esta foi a segunda revisão de carteira da gestão Cícero Lucena. O prefeito abriu a reunião remota, que contou também com a participação do secretário de gestão governamental, Diego Tavares, e de toda a equipe da Unidade Executora do Programa (UEP).

“É com satisfação que participo dessa reunião. Em outras oportunidades, eu já disse que esse projeto tinha a ver comigo, inclusive em gestões anteriores. Agora mesmo, na questão ambiental, estamos comemorando algo muito agradável para cidade. Conseguimos, através do diálogo, 25 hectares do Aeroclube de João Pessoa, numa área bastante próxima ao mar e que vamos transformar em um novo parque para a cidade. Então, nós estamos progredindo bastante nessa área e quero aqui registrar nosso compromisso, nossa dedicação e disposição de fazer cada vez melhor esse projeto”, garantiu Cícero Lucena.

Os avanços do Programa João Pessoa Sustentável nos últimos seis meses foram apresentados pelo coordenador geral da UEP, Antônio Elizeu. Destaque para a instalação dos Escritórios Locais de Gestão (ELOS) nas comunidades do Complexo Beira Rio, que vão passar por uma grande transformação para beneficiar as quase duas mil famílias com moradia digna e qualidade de vida. Os Elos integram o Plano de Desenvolvimento Comunitário e são pontos de comunicação e de um trabalho baseado na inclusão de gênero e na geração de emprego e renda.

O Plano Diretor (PD), vencido desde 2018, começou a ser revisado em junho e já atingiu 25% de execução. Instrumento básico da política de desenvolvimento e expansão urbana, está sendo construído com ampla participação popular. Outra importante conquista é a renovação do parque computacional da Prefeitura, defasado há mais de 10 anos. Foram adquiridos mais de três mil computadores, com previsão de entrega até o fim do ano.

Também foi aberto o processo licitatório para diagnóstico ambiental do Rio Jaguaribe. A ideia é traçar um plano de recuperação. A cidade também vai ganhar um Plano de Descarbonização e Adaptação Climática para a adoção de medidas de enfrentamento e adaptação às mudanças do clima. A ordem de serviço foi assinada e planos de trabalho e comunicação estão sendo preparados.

Para Antônio Elizeu, o sucesso do Programa é fruto do comprometimento de toda a equipe. “Temos muita gente capacitada, muito empolgada, porque a luta é muito grande. A gente sabe que com essa pandemia não é fácil, mas estamos alcançando os índices que o banco quer. Estamos fazendo o melhor e quando se faz com amor, se potencializa os resultados”, afirmou. 

Desde que João Pessoa se tornou elegível pelo BID – que financia metade do Programa –, esses são os passos mais expressivos rumo a uma cidade democrática e mais humana. “Os avanços estão conforme o planejado. Conseguiram dar um salto nesse semestre, tanto pela via natural do Programa, como pelo compromisso da prefeitura. O compromisso institucional é muito forte. Agora, a gente entrou numa etapa de velocidade de cruzeiro e 2022 será uma etapa de transição dos projetos para obras”, afirmou Clementine Tribouillard, representante do BID no Brasil.