Assistência pré-hospitalar

Com 100% de cobertura, UPAs de João Pessoa registraram mais de 440 mil atendimentos em 2019

04/01/2020 | 10:00 | 1134

As quatro unidades de pronto atendimento (UPA) de João Pessoa realizaram um total de 443,6 mil atendimentos no ano de 2019. O número representa uma média de 36,9 mil acolhimentos ao mês, garantindo assistência pré-hospitalar 24 horas a população em casos de urgência e emergência.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Adalberto Fulgêncio, as unidades de pronto atendimento contribuem para desafogar os hospitais que atendem casos de urgência. “Na UPA, o paciente é acolhido na classificação de risco, é estabilizado e, conforme a necessidade, será encaminhado para um hospital de referência ou é liberado”, explicou.

Do total de atendimentos neste período, a UPA Célio Pires de Sá (no bairro Valentina Figueiredo) apresentou a maior demanda, com 121 mil atendimentos, sendo 98,4 mil de clínica médica e 22,6 mil de pediatria. A UPA Dr. Lindbergh Farias (no bairro dos Bancários) registrou 115,6 mil acolhimentos, sendo 92 mil de clínica médica, 19,5 mil de pediatria e 4 mil de ortopedia, especialidade desta unidade.

Já a UPA Oceania (em Manaíra) realizou 112,4 mil atendimentos, sendo 88,3 mil de clínica médica e 24,1 mil de pediatria, enquanto a UPA Cruz das Armas registrou 94,5 mil acolhimentos, sendo 71,2 mil de clínica médica e 23,3 mil de pediatria.

“Atualmente, a população de João Pessoa tem 100% de cobertura de unidades de pronto atendimento, tendo em vista que cada UPA tem capacidade de atender uma população de 200 mil pessoas”, destacou Adalberto Fulgêncio.

O contador Anderson Mendes foi atendido na UPA Cruz das Armas após uma intoxicação alimentar e elogiou o serviço. “Não foi a primeira vez que eu precisei de atendimento de uma UPA e mais uma vez fui bem atendido pela equipe de plantão”, disse.

Entre os casos atendidos nas quatro unidades, os mais comuns são: pressão alta, febre, intoxicação alimentar, cefaléia, infecções das vias aéreas superiores, infecção do trato urinário, vômitos, dor abdominal, amigdalite e viroses.