Educação

Escolas da Rede Municipal realizam atividades culturais em alusão ao mês da Consciência Negra

30/11/2021 | 11:00 | 225

Dentro das comemorações do mês da Consciência Negra, que é celebrada em novembro, as escolas da Rede Municipal de João Pessoa desenvolveram diversas atividades. E essas atividades ainda se estendem durante o mês de dezembro. A Escola Municipal Fernando Paulo Carrilho Milanez, em Gramame, irá realizar nesta quarta-feira (1º), nos turnos manhã, tarde e noite, oficinas literárias, temática, de produção para confecção de cartões de Natal, entre outras atividades.

A ação faz parte do ‘Projeto Negritudes’, cujo tema desse ano será ‘Sou Carolina Maria de Jesus, sou uma mulher negra brasileira’. “Neste segundo ano, falaremos sobre Carolina Maria de Jesus, mulher, negra, favelada, catadora, escritora, poetisa, compositora, intérprete. Uma mulher que nos inspira a tentar superar nossas adversidades, a partir do que há de melhor em nós, em busca do bem comum, mediados por compaixão. Nosso intuito é de fato ressignificar esse conceito de conscientização negra e de como ela é construída no entorno da nossa escola. O interessante é que no decorrer desse projeto muita gente se identificou com Carolina”, explicou a diretora pedagógica, Suênia França de Oliveira.

Dentro da programação terá apresentação literária dos alunos do Ensino Fundamental II; arte visual sobre Carolina; dança; grupo de Libras com a música ‘Rá, Ré, Ri, Ró, Rua’; oficinas de trançado e maquiagem; apresentação cultural dos Ciclos I e II da Educação de Jovens e Adultos; exibição de vídeo sobre vida e obra de Carolina; e para encerrar, os participantes vão poder experimentar da culinária que era degustada pela homenageada, como arroz doce, tapioca e cuscuz.        

Expo Zumbi – A Escola Municipal Zumbi dos Palmares, no bairro Mangabeira VI, durante este mês da Consciência Negra, realizou a ‘I Mostra da Beleza Afro’ onde foram expostos trabalhos realizados pelos alunos da escola até 2019, antes da pandemia da Covid-19. Tinham quadros relacionados à cultura negra, bonecas afro e cartazes atuais com o tema proposto.

Houve apresentação do grupo de dança da Banda Marcial da escola, com coreografia afro, coordenado pela professora coreógrafa Maria Emília, e exposição de desenhos, feitos pelos alunos de todas as turmas, coordenado pela professora de Ciências, Sueli.

O ponto culminante das comemorações do Dia da Consciência Negra ocorreu na tarde de segunda-feira (29), com um desfile dos alunos destacando a beleza negra e a participação do cantor Escurinho.