Pagamento à vista

Pesquisa do Procon-JP encontra preço do gás de cozinha oscilando entre R$ 83,00 e R$ 105,00

03/09/2021 | 09:00 | 523

Pesquisa comparativa da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor realizada no dia 2 de setembro encontrou o preço do gás de cozinha oscilando entre R$ 83,00 (JDS Gás – Colinas do Sul) e R$ 105,00 (Pablo Gás e Beto Gás – Valentina) para pagamento à vista, registrando diferença de R$ 22,00 e variação de 26,5%. O Procon-JP também levantou preços para o garrafão de 20 litros da água mineral

Para pagamento no cartão de crédito, a diferença nos preços está em R$ 25,00, oscilando entre R$ 85,00 (JDS – Colinas do Sul) e R$ 110,00 (Flash Gás – Torre, e Beto Gás – Valentina), com variação de 29,4%. O Procon-JP visitou 26 estabelecimentos espalhados em 21 bairros de João Pessoa.

O secretário Rougger Guerra salienta que os preços do gás de cozinha em alguns estabelecimentos já refletem o último aumento anunciado pelas distribuidoras. “Mas, em comparação com a pesquisa realizada no início de agosto, os menores preços, à vista ou no cartão, permanecem praticamente os mesmos. O Procon-JP vai continuar a monitorar os preços do produto para evitar que haja abusividade, principalmente quando houver anúncio de aumento. Além de indicar, é claro, onde encontrar o gás mais barato, já que a pesquisa percorre mais de 20 bairros da Capital levantando os preços”.

Menores preços – A pesquisa do Procon-JP encontrou os outros dois menores preços para pagamento à vista nos estabelecimentos Zé do Gás (Ilha do Bispo) e Roberto Gás (Esplanada), a R$ 94,00; Vando Gás (Mangabeira), ADM Gás (Alto do Mateus), Nunes Gás e Gabriel Gás (Bancários); SOS (Torre), e Casa do Gás (Ilha do Bispo), a R$ 95,00.

Pontos de revenda – A pesquisa de preços do Procon-JP foi realizada nos seguintes locais: Depósito Pecorelli (Jaguaribe);  Arlete Gás (Manaíra); Zé do Gás (Ilha do Bispo); Casa do Gás (Treze de Maio); Depósito D’Almir (Bairro dos Estados); Britos Distribuidora (Expedicionários); Mercadinho Pedro Gondim (Pedro Gondim); Beto Gás (Monsenhor Magno/Valentina); Gravatá Gás (Valentina I/Boa Esperança); Vando Gás e Água (Mangabeira); Isaquiel Gás (Miramar); Ricardo Gás (Jaguaribe); ADM Gás (Alto do Mateus); Real Gás, Nunes Gás, Bancários Gás e Gabriel Gás (Bancários); e Log Gás (Geisel); Josimar Gás (Cristo), Roberto Gás (Esplanada); Pablo Gás (Valentina); Kiko Gáss (Alto Mateus); SOS Gás, André Gás e Flash Gás (Torre); JDS Gás (Colinas do Sul).

Água mineral – O Procon-JP realizou, ainda, pesquisa de preços para o garrafão de 20 litros da água mineral na Capital, registrando o menor preço, R$ 8,00, nas marcas Sublime  e Itacoatiara. A Platina está com preço único de R$ 9,00, Já o maior preço foi registrado na marca Indaiá, que oscila entre R$ 12,00 e R$ 14,00. A pesquisa de preços visitou 15 pontos de revenda do produto.