Atendimento especializado

Policlínica Municipal de Jaguaribe atendeu 1,3 mil pessoas no primeiro semestre para consultas em oftalmologia

31/07/2021 | 08:00 | 635

A Policlínica de Municipal de Jaguaribe realizou 1.381 consultas oftalmológicas de adultos e crianças, no período de 1º de janeiro a 30 de junho deste ano, uma média de 230 atendimentos por mês. A Policlínica é referência para esse tipo de atendimento em João Pessoa.

No local, o usuário faz consulta com um dos seis oftalmologistas, que atendem em regime de escala, de segunda à quinta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17h. Ele já sai com a prescrição de óculos, receita para os medicamentos ou, no caso de exames mais complexos, com solicitação para serem feitos na rede conveniada.

A Policlínica não faz atendimento por demanda espontânea. Para ter acesso ao serviço, é necessário procurar a Unidade de Saúde da Família (USF) do bairro onde mora, que faz o encaminhamento para a oftalmologia. O usuário já sai com a consulta agendada. Depois é só comparecer à Policlínica no dia e horário marcados.

Este é caso da dona de casa Ana Cristina Borges, moradora da Torre, que passou pela regulação. “Eu procurei a USF do meu bairro e o médico me encaminhou para a consulta com a oftalmologista aqui Policlínica. Já saí de lá com o atendimento agendado e em menos de um mês fui atendida, de onde estou saindo com a receita dos óculos”, contou.

“Como a Policlínica é a única do município que oferece o serviço de oftalmologia, os atendimentos são bem diversos, mas o mais comum é para troca dos óculos. Atendo também a pessoas com glaucoma, catarata, conjuntivite atópica e, nessa época do ano, aparecem também as irritações oculares”, disse a oftalmologista Socorro Melo.

Retorno – Segundo a diretora da Policlínica, Lazuir Braga, existe uma marcação de retorno para todo atendimento. “Quando o usuário sai do consultório, seja com receita de óculos ou de medicamento, já fica agendada uma nova consulta para que o oftalmologista confira os óculos e faça a avaliação”, disse.

O procedimento é o mesmo no caso da solicitação de exames. Se o oftalmologista precisar de exames mais complexos, o usuário retorna à USF, de onde é encaminhado para uma clínica conveniada. Após a realização do exame, o usuário retorna para que médico prescreva o tratamento adequado.