João Pessoa Sustentável

Prefeitura apresenta projeto conceitual do Parque Socioambiental do Roger aos moradores da região

17/08/2022 | 16:00 | 253

A Prefeitura da Capital, por meio da Unidade Executora do Programa João Pessoa Sustentável (UEP), realizou, na manhã desta quarta-feira (17), o primeiro processo participativo no bairro do Roger. O objetivo foi apresentar os resultados dos estudos e do projeto conceitual do Parque Socioambiental que vai ocupar o espaço do antigo lixão. A ação foi realizada no Ginásio do Guarany, localizado no próprio bairro, e contou com a participação de diversos órgãos municipais e da comunidade local.

“Esse parque socioambiental vai ser feito em benefício das pessoas e trazer uma nova dinâmica para toda a comunidade. O parque vai trazer vida”, afirmou o coordenador-geral do Programa João Pessoa Sustentável, Antônio Elizeu.

O secretário de Desenvolvimento Social de João Pessoa, Dorgival Vilar, ressaltou o caráter transformador que a obra vai trazer para os moradores de toda a Capital. “Essa intervenção é importante para transformar a vida das pessoas do Roger e de toda a cidade”, enfatizou.

A ação contou com a participação das Secretarias de Habitação (Semhab), Meio Ambiente (Semam), Desenvolvimento Social (Sedes), Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedest), de Saúde (SMS), Executiva de Participação Popular (SEPP), além da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur).

Thais Gidi, coordenadora de Aspectos Ambientais do João Pessoa Sustentável, afirmou que “esse é o primeiro de outros eventos que vão mostrar as possibilidades de transformar o antigo lixão em um parque socioambiental”, garantiu.

As atividades começaram com a apresentação dos músicos do grupo Baticumlata, que integra a equipe de Educação Ambiental da Emlur. Eles animaram o evento com instrumentos feitos de materiais recicláveis. Em seguida, teve uma pequena aula de alongamento, ministrada pelo educador físico Cledenildo, da Secretaria de Habitação. Os técnicos do setor de educação ambiental do Parque Arruda Câmara levaram animais taxidermizados para exibição e distribuíram mudas de árvores nativas da Mata Atlântica.

Já a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho levou o programa ‘Eu Posso Aprender’ para cadastrar os moradores com interesse em cursos de qualificação profissional para pedreiro, pintor, gesseiro, carpinteiro, dentre outros.

A Secretaria Municipal de Saúde participou da ação com informações sobre vacinação antirrábica e a importância da castração e adoção de animais, serviços oferecidos pela Vigilância Ambiental e Zoonoses. Também foi realizado o cadastramento de tutores que estão interessados na castração dos seus pets.

Programa João Pessoa Sustentável – O objetivo é promover o desenvolvimento social, urbano e econômico da cidade por meio da redução das desigualdades, da modernização dos instrumentos de planejamento urbano, da prestação de serviços e da administração pública e fiscal. É orçado em 200 milhões de dólares, metade financiada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a outra parte contrapartida da Prefeitura de João Pessoa.