Efetivos, comissionados e prestadores

Prefeitura de João Pessoa realiza Censo dos Servidores até 15 de março

18/02/2021 | 09:52 | 6939

A Prefeitura de João Pessoa realiza, até o próximo dia 15 de março, o Censo Cadastral Previdenciário para todos os servidores da ativa, entre eles os efetivos, comissionados e prestadores de serviço. A medida visa atualizar os dados cadastrais de todos os profissionais da administração municipal e traçar um raio X dos servidores. Através do Censo realizado em parceria com o Instituto Previdenciário Municipal (IPM), a Secretaria de Administração (Sead) poderá definir novas políticas de valorização e capacitação dos servidores, implantar um banco de talentos e adequar o corpo técnico da Prefeitura aos serviços prestados à população, garantindo maior produtividade.

“Verificamos que os documentos de muitos servidores da Prefeitura estão desatualizados e é importante que o Setor de Recursos Humanos tenha dados mais concretos de nossos profissionais, sem informações desencontradas ou com documentos antigos. Através deste Censo nós poderemos traçar um diagnóstico dos nossos profissionais e oferecer capacitações, adequar o perfil deles aos cargos e oferecer, consequentemente, melhores serviços à população”, afirmou o secretário de Administração, Valdo Alves.

O decreto n° 9.680, que institui o Censo foi publicado nesta quinta-feira (18) no Semanário Oficial e é de caráter obrigatório. Os servidores devem clicar no link exibido na página inicial do Portal da PMJP ou no Portal do Servidor no endereço https://www.joaopessoa.pb.gov.br/portalservidor/ e acessar os dados cadastrais pessoais para verificar quais informações precisam ser atualizadas. Após a conclusão do Censo com os servidores da ativa, a Sead e o IPM realizarão o mesmo processo com os aposentados e pensionistas, entre os dias 01 e 31 de maio.

Dependendo de cada caso, será necessário anexar cópias digitalizadas de documentos como RG, CPF, Carteira de Trabalho, Título de Eleitor, Certificado de Reservista, CNH (dependendo da função), Certidão de Nascimento ou Casamento, comprovante de residência e comprovante de escolaridade, diploma ou certificado de conclusão de curso. O servidor que tiver dúvida sobre como proceder deve procurar o RH de sua secretaria de origem.

eSocial – De acordo com o diretor de Recursos Humanos da Sead, Eriko Heyller, a partir de julho deste ano, os órgãos públicos deverão realizar a implantação do cadastro dos seus servidores no Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial). O sistema foi lançado em 2014 com o objetivo de unificar todas as obrigações trabalhistas. “Com a necessidade de cumprirmos com a implantação do eSocial na Prefeitura, este Censo permitirá sanarmos todas as inconsistências nas informações cadastrais previamente, dando mais segurança ao novo Sistema”, explicou.