Diálogo

Funjope reúne comerciantes do Centro Histórico para discutir unificação de agendas

03/05/2022 | 13:30 | 124

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) está iniciando um diálogo com comerciantes, produtores e pessoas que mantêm pequenos negócios no Centro Histórico de João Pessoa. A primeira reunião aconteceu na tarde desta segunda-feira (02), com o objetivo de discutir a unificação das agendas.

O diretor executivo da Funjope, Marcus Alves, explicou que existe um projeto de ocupação e valorização do Centro Histórico e enfatizou que esse trabalho não pode ser feito de maneira isolada pela Prefeitura. Por isso, é necessário construir um ambiente favorável a um pleno desenvolvimento das atividades culturais e artísticas, articulando cultura e economia. Dessa forma, foi iniciada essa conversa.

“Os donos de negócios que estão instalados ali têm uma expertise, um conhecimento, um modo de trabalhar muito especial no contexto do Centro Histórico. Nós estamos fazendo esse diálogo permanente para melhorar sempre as nossas atividades e trazer mais vida para esse território”, acrescentou o diretor.

Os comerciantes aprovaram a ideia de planejar e discutir as ações que acontecem no Centro Histórico. Thiago Storti, responsável pela General Store, avaliou a reunião como positiva e de extrema importância. Ele considera importante o convite aos empresários da área para se envolverem com as atividades realizadas pela Funjope.

“É se envolver de uma forma coordenada, de uma forma de se fazer eventos saudáveis junto com a Funjope, com segurança, estrutura, trazendo benefícios para o Centro”, disse. Ele observou que hoje, a Prefeitura está distribuindo eventos para todo o Centro Histórico com a intenção de fazer com que a população volte àquele espaço, atraída pela cultura e pelas festividades, e quer englobar também os comércios.

“São eventos que não competem com as casas e que agregam ao Centro Histórico. Contudo, foi pedido bastante para que nós, das casas, que tenhamos um trabalho mais coordenado para ocupar o Centro. Não se fazer eventos de formas aleatórias e sem estrutura e segurança. Eu achei muito viável essa reunião”, afirmou Storti.

Para Ryan Lins, do Espaço Mundo, a iniciativa da Funjope em realizar um diálogo com os empresários foi muito bem recebida. “Vemos como positiva a iniciativa de iniciar esse diálogo. Esperamos que o Centro Histórico e a produção independente já existente em todo o território, do Porto do Capim à Lagoa, sejam fortalecidos”, afirmou.