Festejos juninos na Capital

São João Multicultural é marcado por grandes shows, bom público e paz

25/06/2022 | 08:30 | 809

O São João Multicultural de João Pessoa terminou na noite desta sexta-feira (24), com as apresentações de Nando Cordel, Mara Pavanelly, Israell Muniz e Fabrício Rodrigues, no palco principal. Mais cedo, uma sequência de três shows – Ivo & Iviny, Laís Meneses e Anna Clara Dias -especialmente para as crianças, o Arraiá Kids, aconteceu no Parque Solon de Lucena. Foram quatro dias de programação, público presente, mesmo com chuva e, no final, o evento deixa um gostinho de saudade.

O diretor executivo da Funjope, Marcus Alves, afirmou que o São João Multicultural de João Pessoa foi marcado por um sentimento de renascimento dos festejos juninos. A Prefeitura investiu, ainda, num festival de quadrilhas forte, como ninguém nunca tinha visto em João Pessoa, realizado a partir de 12 de junho, na abertura do São João Multicultural.

“O festival de quadrilhas juninas criou um novo momento para as juninas de João Pessoa. Essa experiência de sucesso continuou ao longo dos dias, até esta noite, dia 24”, comentou. As apresentações aconteceram na Casa da Pólvora, na Praça 15 de Novembro e no Centro Cultural de Mangabeira.

Marcus lembrou que foram realizados shows bonitos também em outros bairros, a exemplo do Bairro das Indústrias. Com isso, segundo ele, a Funjope conseguiu agregar valores inéditos e inovadores no São João de João Pessoa, entre eles, o Forró Kids, uma sequência de shows feita por crianças para crianças.

“Ficamos muito contentes com o resultado de tudo isso e o público respondeu, aderiu ao nosso projeto, não deixou de ir uma só noite. E é dentro desse clima de tranquilidade e cordialidade que João Pessoa está vivendo hoje. Nenhuma de nossas festas tem dado qualquer tipo de confusão ou problema”, ressaltou.

O diretor reconheceu a importância do trabalho de todas as secretarias envolvidas. “Agradeço, principalmente, ao estímulo e a confiança que o prefeito Cícero Lucena tem na Funjope. Isso é realmente muito gratificante para todos nós”, acrescentou Marcus Alves.

Shows – No palco principal, Fabrício Rodrigues foi o primeiro a subir, apresentando um show sertanejo de respeito. Em seguida, a cantora Mara Pavanelly entrou em cena com seu carisma e muito forró.

A atração nacional Nando Cordel iniciou o show por volta das 22h, apresentando antigos sucessos que o público sabia decorado. A noite foi encerrada com a entrada do cantor Israell Muniz e seu toque sertanejo. Os trios de forró completaram a programação da noite, nas ilhas, com os grupos Xameguinho do Forró e Tamborete de Forró.

O São João Multicultural, organizado pela Prefeitura de João Pessoa, através sua Fundação Cultural (Funjope), contou com o apoio das Secretarias de Segurança Urbana e Cidadania (Semusb), Saúde (SMS), Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP) e Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), além do apoio da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

Público aprovou – Quem foi ao Parque Solon de Lucena não se arrependeu e só elogiou o evento. “Achei a programação maravilhosa, porque a gente não tinha perspectiva de festa junina. A opção era ir para as cidades do interior. Graças a Deus fomos abençoados com esses festejos juninos. Estamos nos divertindo muito. O São João é tradição e João Pessoa não deixou a desejar. Fez bonito”, declarou a enfermeira Gislayne Soares, do bairro de Tambiá.

“Me sinto muito feliz. Depois de dois anos de pandemia, sem festa, está muito bom, bem família. É o que importa. Tem parque de diversão e, inclusive, os pais também se divertem nos brinquedos”, destacou a enfermeira Rafaela Rodrigues.

A funcionária pública Aline Ribeiro disse que a festa foi muito boa. “Superou todas as expectativas. Bell Marques, Mara Pavanelly. Foi muito tempo de pandemia, as pessoas dentro de casa, e veio esse São João que foi maravilhoso”, elogiou.

Para a comerciante Raquel de Arantes, a organização da festa beneficiou a todos, público e comerciantes. “Dou nota dez. Passamos tanto tempo sem trabalhar e, quando veio a festa, a Prefeitura se superou”, disse ela, que comercializa espetinho e cachorro-quente.