Dia do trabalhador

Prefeitura de João Pessoa destaca qualidade nas condições de trabalho e a valorização do servidor

01/05/2021 | 07:00 | 415

Valorizando as conquistas trabalhistas, a Prefeitura de João Pessoa sabe da importância de promover o bem-estar dos seus profissionais e a qualidade nas condições de trabalho, com a capacitação para os servidores públicos. O prefeito Cícero Lucena ressalta que o Dia do Trabalhador, comemorado neste sábado (1º), é um marco na história mundial.

 “Valorizar o trabalhador é, portanto, o nosso principal objetivo. Nós temos a preocupação e o respeito para com o cidadão e não poderia ser diferente com a categoria dos trabalhadores. Nós, como gestores, devemos ter como objetivo a qualidade de vida no trabalho e na capacitação para nossos servidores públicos”, afirmou Cícero Lucena.

Nesse período atípico de pandemia, a Prefeitura teve muito cuidado em preservar a saúde dos seus servidores e muitos deles passaram a trabalhar no sistema home office. Mas isso não comprometeu a qualidade do serviço prestado à população. “Estamos passando por um período completamente atípico de pandemia e podemos observar que toda a Prefeitura de João Pessoa segue prestando um excelente serviço à nossa população graças ao empenho de nossos servidores que, de forma presencial ou em home office, seguem dedicados às suas atribuições. Somos muito gratos aos nossos trabalhadores”, afirmou o secretário de Administração, Valdo Alves, que destaca a retribuição da Prefeitura através da política de valorização, buscando sempre oferecer melhores condições de trabalho, qualificações e pagamento dos salários em dia.

Para Rose Santos, que é funcionária pública há 35 anos, o investimento no bem-estar dos colaboradores traz diversos efeitos positivos, como o maior comprometimento dos profissionais. “Respeitar os profissionais nos aspectos físico e mental, por exemplo, é um bom começo para garantir boas condições de trabalho. Essa gestão tem feito sua parte”, completou.

Saúde – Essa valorização se mostra na forma de atendimento especializado em saúde. Através do Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), o servidor tem acesso à consulta médica especializada, incluindo história ocupacional e análise clínica; acompanhamento de paciente com agravos relacionados ao trabalho ou com sequelas; e atividades educativas com relação à temática saúde, doença e ambiente de trabalho.

Segundo Kleber José da Silva, diretor do Cerest, o foco é desenvolver ações para melhorar as condições de trabalho e a qualidade de vida do trabalhador por meio da prevenção e vigilância. “O Cerest tem como objetivos atuar na prevenção, promoção e recuperação da saúde, além de desenvolver ações para redução das doenças e agravos relacionados ao trabalho, procurando, assim, tornar o ambiente de trabalho mais saudável”, explicou.

Tecnologia – A Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secitec) promoveu a capacitação para servidores com oferta de 4 mil vagas, com foco no trabalho home office. “João Pessoa se tornará uma cidade tecnológica com o esforço em capacitar servidores e cidadãos para lidar com as ferramentas necessárias”, afirmou a secretária Margareth Diniz.

Formação de educadores – Os profissionais da educação também receberam uma atenção especial da Prefeitura. A Jornada de Formação de Educadores Municipais se consolidou como uma marca forte do governo Cícero Lucena, que retoma a política de desenvolvimento profissional continuado, centrada na formação permanente e no estímulo à titulação docente. “Incentivamos os nossos educadores a refletirem sobre conceitos e práticas pedagógicas em busca da inovação e profissionalização docente, fazendo uso das novas tecnologias”, ressaltou a secretária América Castro.

Cultura – Além de fortalecer a cultura da cidade, a Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) tem atuado para melhorar a vida dos artistas. Uma das ações mais recentes é o Programa de Apoio Emergencial para os artistas que não podem realizar seus eventos por conta da pandemia. A ajuda individual é de R$ 600. A primeira parcela já foi paga e a segunda será liberada na segunda quinzena de maio.

Também como forma de auxiliar os artistas, com o pagamento de cachê, alguns passaram a ser apresentar nos locais de vacinação contra a Covid-19. “A Fundação tem procurado ouvir todas as categorias da cultura, com suas propostas e reivindicações, através de seus fóruns representativos. Tem apostado também nos talentos locais com o lançamento do Prêmio Literário Políbio Alves, com premiação total de R$ 50 mil, e do Prêmio Josenildo Suassuna de Arte Naif, que soma R$ 22 mil em premiações”, afirmou Marcus Alves, diretor-presidente da Funjope.

1º de maio – O Dia do Trabalhador é uma data comemorada internacionalmente nesta data, instituída como feriado em homenagem aos trabalhadores de Chicago que em 1886 iniciaram uma greve geral pela redução da jornada de trabalho (de 17h para 8h diárias) e contou com a adesão de 340 mil trabalhadores. No Brasil, o feriado foi instituído oficialmente em 26 de setembro de 1925, após a edição do Decreto nº 4.859/1024, do então presidente da República Arthur da Silva Bernardes.