A cidade do futuro

Prefeitura promove discussões técnicas sobre revisão do Plano Diretor e vai realizar reuniões comunitárias

07/07/2021 | 20:00 | 286

A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria de Planejamento (Seplan), promoveu nesta quarta-feira (7) mais duas reuniões técnicas setoriais destinadas a colher sugestões e propostas durante a série de eventos destinados à revisão do Plano Diretor da cidade. Esses encontros, que vão ocorrer até 2022, objetivam, também, a atualização da legislação urbanística complementar do município – os códigos de Postura, de Edificações, de Meio Ambiente, e as leis de parcelamento e de uso do solo.

“Estamos apenas no início de um longo debate que esperamos ser o mais participativo possível para pensarmos e prepararmos nossa cidade não apenas para os 10 anos de vigência do seu Plano Diretor, mas para 30, 40 50 anos à frente”, observou o secretário de Planejamento, José William, ao abrir o encontro da manhã, na sede do Conselho Regional de Engenharia.  Neste participaram, além do Crea-PB, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo  (CAU-PB), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PB) e o Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci-PB).

À tarde, a reunião técnica foi no auditório do Sinduscon e reuniu representantes da Universidade Federal da Paraíba (Departamento de Arquitetura e Coordenação de Engenharia Civil), da Associação Paraibana de Engenharia (Apenge-PB), do Instituto Brasileiro de Avaliação e Perícia de Engenharia (Ibape/PB), e do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-PB). Antes, na terça-feira (6), também  na sede do Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa, o debate reuniu empresários do segmento da construção.

As discussões iniciadas esta semana com representantes da UFPB e dos conselhos profissionais envolvidos com a temática vão continuar com outras instituições acadêmicas, associações comunitárias e entidades representativas de segmentos profissionais e empresariais. Nos dias 26 e 27 próximos serão realizadas as reuniões comunitárias de 14 regiões representativas da cidade, em locais e horários a serem brevemente anunciados. Nos próximos meses também serão realizadas oficinas de propostas, audiências públicas e, ao final, uma Conferência Municipal.

“É fundamental a participação de todos no debate sobre a cidade que queremos construir nesse futuro de médio e longo prazos. É importante convergirmos na visão de que seu crescimento socioeconômico se dê de forma sustentável, respeitando e protegendo o meio ambiente, preservando o patrimônio histórico, investindo na infraestrutura, na mobilidade urbana e humana, e garantindo educação e saúde de qualidade”, completou José William.