Capacitação

Sedest promove oficina de precificação para produtores atendidos pelo programa ‘Eu Posso Semear’

12/05/2022 | 19:30 | 210

Um grupo de produtores atendidos pelo programa Eu Posso Semear – promovido pela Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedest) – participou de uma capacitação em precificação, na tarde desta quinta-feira (12). No treinamento, eles aprenderam noções básicas de como valorizar ainda mais seus produtos e potencializar os lucros.

A atividade aconteceu na sede da Sedest, localizada no Centro da cidade. Entre os participantes, estava o agricultor Manoel Luiz. Desde os sete anos de idade que ele trabalha no campo. Cresceu acompanhando a mãe comercializando a colheita em feiras. Apesar da vasta bagagem, ele contou que a capacitação foi muito importante.

“Os instrutores deram muitas informações sobre como precificar o produto. Mas, o que mais gostei, é que eles mostraram como podemos dar ainda mais valor ao que vendemos. Aprendi que, em detalhes pequenos, como a simples organização da mercadoria, podemos chamar atenção do nosso cliente e fazer com que ele veja o produto com outros olhos, até pagando um pouco mais”, disse.

A produtora Eliane Fernandes também falou sobre a importância da oficina. Atualmente, ela participa da Feira da Agricultura Familiar, realizada pela Sedest, toda tarde de quarta, no Parque Parahyba I, no Bessa. Por lá, ela vende doces e salgados. “Eu precificava meus produtos sem saber se fazia 100% correto. Sempre tentei tirar meus custos, as despesas que tenho com a produção, e, em cima disso, calculava o lucro. A capacitação abriu minha mente para outras possibilidades”, complementou.

Assertividade – O treinamento foi ministrado pela equipe do programa Eu Posso Aprender, também desenvolvido pela Sedest, e voltado para capacitações profissionais. De acordo com o diretor de projetos e qualificação da secretaria, Dante Tomei, a oficina desta quinta-feira foi motivada pelas necessidades dos produtores, identificadas pelos técnicos do Eu Posso Semear.

“Percebemos que esses trabalhadores tinham uma dificuldade grande em definir preços assertivos. Nosso objetivo foi levar noções básicas a eles e, principalmente, fazê-los entender o diferencial de seus produtos, não para encarecê-los sem motivos, mas para valorizá-los como precisam ser”, explicou Dante, que conduziu o treinamento ao lado da facilitadora Sandra Diniz.

De acordo com o diretor de Agricultura Familiar e Pesca da Sedest, Adriano Flávio Vasconcelos, a oficina não foi uma ação isolada. “Estamos sempre atentos para promover capacitações aos produtores assistidos pelo Eu Posso Semear. Nosso intuito é também muni-los com conhecimento para que possam crescer com seus negócios de maneira orientada, desde a produção ao pós-venda”, concluiu.