Prazo prorrogado

Servidor deve imprimir Declaração de Rendimentos para fazer Imposto de Renda

07/04/2022 | 08:00 | 1017

A Receita Federal prorrogou o prazo para a declaração do Imposto de Renda (IPF) 2022, referente ao ano-base 2021, do dia 29 de abril até o dia 31 de maio. A medida foi publicada no Diário Oficial da União nesta terça-feira (5). Para os servidores da Prefeitura de João Pessoa, a Declaração de Rendimentos, com o detalhamento dos valores recebidos em 2021 já foi disponibilizada pela Secretaria de Administração (Sead) no Portal do Contribuinte no site da Prefeitura.

Para ter acesso ao documento, o trabalhador da gestão municipal deve acessar o Portal do Servidor, através do endereço eletrônico https://www.joaopessoa.pb.gov.br/portalservidor/ e inserir os dados pessoais de login (CPF e senha eletrônica). Na parte superior da página, na aba ‘Rendimentos’, deve clicar em ‘Declaração de Rendimentos’ e imprimir o documento referente ao ano calendário 2021.

Quem não tiver acesso a um computador ou não conseguir efetuar o login, pode procurar o setor de Recursos Humanos da Secretaria de Administração, no Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria, das 8h às 17h.

A declaração do Imposto de Renda é obrigatória para as pessoas que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 em 2021. Também devem fazer a declaração contribuintes isentos não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, de mais de R$ 40 mil; aqueles com patrimônio de mais de R$ 300 mil e os que tiveram ganho de capital na alienação de bens ou direitos ou fizeram operações na bolsa de valores, incluindo dependentes.

Vantagens – Apesar do prazo se estender até 31 de maio, o envio da Declaração do Imposto de Rendas à Receita Federal com antecedência pode garantir vantagens ao contribuinte. Uma delas é ter mais chances de receber a restituição, caso tenha direito, nos primeiros lotes de pagamento. Ele também ganha mais tempo para identificar e corrigir eventuais erros e não cair na malha fina e também se livra dos riscos de congestionamentos e lentidão no sistema de emissão, comuns de ocorrerem no fim do prazo.