AnimaCentro

Teatro, esporte e atrações do Carnaval de Boa movimentam final de semana na Capital  

04/02/2019 | 09:02 | 1374

O Carnaval de Boa 2019 já começou “numa boa” no Parque da Lagoa e na Villa Sanhauá. O evento, realizado neste domingo (3), pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através de sua Fundação Cultural (Funjope) entrou na programação do AnimaCentro, levando a folia para moradores e turistas da Capital.

Quem esteve no Villa Sanhuauá, pode se deleitar com muita música, esporte e teatro. O local foi palco de várias atividades a partir das 16h, na Praça XV de Novembro. A programação foi aberta pela apresentação do ‘Cortejo Maracatu Nação Pé de Elefante’. Já para quem curte skate e patins teve o ‘Rolé’. E a criançada assistiu ao espetáculo ‘Revolução dos Bichos’ do grupo Saltimbancos de Teatro.

O AnimaCentro é um evento para todos os gostos e todos os “bolsos”, como ressalta Francisco Josué dos Santos, morador do Centro. “O prefeito está de parabéns por fazer uma coisa que todos podem curtir. Ele pensou nas pessoas que nem sempre têm condições de ira para praia”.

“Domingo bom é domingo que a gente leva a família para o Parque da Lagoa”. Foi o que disse Marcos Antônio, enquanto a pequena Lara, sua filha de 4 anos, mantinha os olhos grudados no espetáculo ‘A Turma do Chaves’.

“Kiko, Chaves e Chiquinha representaram a ingenuidade, astúcia, inteligência, medos, descobertas e sonhos de todas as crianças, despertando a imaginação também de outras gerações. A esquete contou a história de um menino pobre que vivia em um barril, em uma vila cheia de conflitos”, explicou o diretor Wallyson Zamir.

Gestão comprometida – Segundo o secretário adjunto de Habitação, André Coelho, a Cultura engloba não apenas as manifestações artísticas ou intelectuais e o patrimônio, mas o esporte, o lazer, o bem-estar, a cidadania, a memória, a tradição e o futuro da cidade. “O compromisso da gestão Luciano Cartaxo é de promover políticas culturais que garantam o direito à cultura e ao lazer”, destacou André Coelho.

A ideia de levar eventos culturais ao Centro de João Pessoa, não apenas fomenta a valorização da cultura popular para um público mais abrangente, como também estimula a economia local de forma mais ampla e equacionada. “Desde que a Prefeitura inaugurou o Parque da Lagoa, eu aproveito para ganhar um dinheirinho a mais no apurado”, afirmou seu Antônio Hildo, aposentado, comerciante informal de pipoca e batata frita.