Atenção Básica

Unidades de Saúde de João Pessoa realizam cerca de 150 mil atendimentos por mês em 2019

31/12/2019 | 09:00 | 1913

D R T .R J .15855. Ivomar Gomes Pereira.

Para que o usuário tenha acesso a consultas com médicos, encaminhamentos para especialistas e realização de exames, além de outros serviços no Sistema Único de Saúde (SUS), ele precisa passar pela Unidade de Saúde da Família (USF), que é a porta de entrada para os serviços da rede municipal de saúde, inserida no primeiro nível de atenção do SUS, a Atenção Básica.

Em 2019, os 98 prédios de USF e as 203 equipes de saúde da família realizaram, de janeiro a outubro, 1.505.487 atendimentos, o que dá uma média de 150 mil atendimentos por mês. Ao todo, a Atenção Básica tem uma cobertura de quase 85% de Estratégia de Saúde da Família, com 679.650 pessoas atendidas em áreas cobertas.

Também neste ano foi entregue a população três novas unidades, a USF Funcionários II – 2° Etapa, localizada no bairro de Funcionários; a USF Parque do Sol, no bairro de mesmo nome; e a USF Cruz das Armas II, localizada no bairro de Oitizeiro. Juntos, esses equipamentos beneficiaram cerca de 24.000 pessoas e somam um investimento de R$ 2.149.339,69. Com essas unidades entregues, o prefeito Luciano Cartaxo chegou à marca de 31 Unidades de Saúde da Família entregues construídas, reformadas e/ou ampliadas pela gestão desde 2013.

Cada Equipe de Saúde que atua nas Unidades possui uma equipe mínima composta por médico, enfermeiro, auxiliar e/ou técnico de enfermagem e Agente Comunitário de Saúde (ACS). Podendo fazer parte da equipe o Agente de Combate às Endemias (ACE) e os profissionais de saúde bucal: cirurgião-dentista e auxiliar ou técnico em saúde bucal.

D R T .R J . 15855. Ivomar Gomes Pereira.

Nas USFs, os usuários têm acesso à pré-natal, puericultura, atendimento médico, de enfermagem e odontológico, vacinação, retirada de pontos, curativos, educação em saúde, visita domiciliar, atividades coletivas, salas de coleta para exames laboratoriais, dispensação de medicamentos e insumos da farmácia básica estabelecidos pela Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename) e Práticas Integrativas e Complementares de acupuntura e auricoloterapia.

A Gerente da Atenção Básica da SMS, Naédina Gomes, explica que a Atenção Básica, por ser o atendimento inicial do SUS, tem como objetivo orientar sobre a prevenção de doenças, solucionar os possíveis casos de agravos e direcionar os mais graves para níveis de atendimento superiores em complexidade.

“O primeiro nível de atenção em saúde se caracteriza por um conjunto de ações, que abrange a promoção e a prevenção da saúde, o diagnóstico, o tratamento e a reabilitação, desenvolvendo uma atenção integral de forma positiva nos bairros e nas comunidades de João Pessoa. Este trabalho é realizado em todos os serviços da atenção primária”, explica Naédina Gomes.

Ao todo, 4.000 profissionais atuam na Rede de Atenção Básica que além dos serviços das Unidades de Saúde da Família também oferta aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) os serviços do Consultório na Rua e Academias da Saúde.

Gerente Saúde – Potencializando a assistência prestada na Atenção Básica, principalmente nas Unidades de Saúde, a presença constante do profissional Gerente Saúde tem garantido uma saúde mais humanizada facilitando os atendimentos, otimizando o tempo de espera do usuário, a entrega dos medicamentos e estrutura física das unidades.

D R T .R J .15855. Ivomar Gomes Pereira.

“O Gerente Saúde é um profissional que atua como agente multiplicador de um serviço mais humanizado oferecido pela PMJP, facilitando o atendimento prestado à população. É o profissional indicado para tirar dúvidas e orientar o usuário sobre qualquer demanda apresentada acerca da rede municipal de saúde. Por isso, que sempre orientamos que o usuário busque falar com o Gerente da USF de referência para dúvidas e maiores esclarecimentos”, explica a gerente da Atenção Básica.

Consultório na Rua – O Consultório na Rua (CnR) é um serviço que presta atenção integral à saúde da população em situação de rua no município de João Pessoa. As equipes são itinerantes compostas por seis profissionais (enfermeiro, psicólogo, assistente social, terapeuta ocupacional e agente social) que realizam atendimento no próprio espaço de rua e desenvolvem ações compartilhadas e integradas à rede de saúde e intersetorial.  Atualmente, o Consultório na Rua tem 900 usuários cadastrados.

Academias da Saúde – Localizadas nos bairros do Geisel, Colinas do Sul e Ernani Sátiro, as Academias da Saúde contam com educadores físicos do JPVS e outros profissionais de educação física e psicólogos, nutricionistas e fisioterapeutas.

A estrutura das Academias da Saúde conta com espaços multiuso, de vivência e de equipamentos fixos, como barra horizontal, barra paralela, prancha abdominal, barra marinheiro, espaldar e a barra horizontal de apoio. O espaço ainda tem quadra de areia e gramado para realização de atividades externas.

As Academias funcionam de segunda à sexta-feira, das 7h às 11h e das 12h às 16h e é aberta ao público, ou seja, qualquer pessoa pode participar dos serviços ofertados, bastando comparecer à Academia portando o Cartão SUS e a liberação do médico, caso tenha alguma lesão.

As atividades do JPVS nas Academias de Saúde acontecem das 5h30 às 7h30 e das 16h30 às 19h30.