Alerta epidemiológico

Prefeitura alerta sobre importância da proteção com a vacina contra o sarampo

20/02/2024 | 17:00 | 474

Após o caso de sarampo confirmado recentemente no Brasil, no estado do Rio Grande do Sul, a Prefeitura de João Pessoa reforça o alerta para a importância da prevenção e atualização da caderneta, principalmente com o imunizante tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba, oferecida gratuitamente nos diversos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) para crianças a partir de 1 ano até adultos de 59 anos.  

O vírus do sarampo é transmitido de pessoa a pessoa, por via aérea, ao tossir, espirrar, falar ou respirar. Uma pessoa infectada pode transmitir para 90% das pessoas próximas que não estejam imunes. O esquema vacinal completo consiste em duas doses até 29 anos e uma dose para adultos de 30 a 59 anos. Nas crianças, a vacinação deve ocorrer aos 12 e 15 meses de idade. Profissionais de saúde devem realizar duas doses independentemente da idade. Em situações de bloqueio vacinal, a vacinação seletiva é recomendada para todas as pessoas acima de 6 meses de idade.   

Pessoas de cinco a 29 anos de idade não vacinadas ou com esquema incompleto devem receber ou completar o esquema de duas doses de tríplice viral, conforme situação encontrada, considerando o intervalo mínimo de 30 dias entre as doses. Considerar vacinada a pessoa que comprovar duas doses da vacina contendo os componentes sarampo, caxumba e rubéola (tríplice viral ou tetraviral).  

Casos – Na última semana de janeiro deste ano um caso que estava sendo monitorado foi confirmado no Rio Grande do Sul. Trata-se de um caso importado, de uma criança de três anos que chegou no Estado advinda do Paquistão, no sul do continente asiático, sem ter sido vacinada.  

Cobertura Vacinal – Em 2021 foram administradas 17.975 mil doses da tríplice viral para população de 1 a 59 anos. Em 2022 foram 22.946 doses. A tríplice viral é um imunizante composto por vírus enfraquecidos do sarampo, caxumba e rubéola. A vacina reforça a imunidade e evita a evolução dessas três doenças, que têm potencial epidemiológico elevado.  

“Temos o compromisso de fazer esse alerta de forma contínua. Alertamos sobre a prevenção e indicamos sobre onde os usuários podem receber as doses das vacinas. Quando há registros de doenças a Vigilância Epidemiolóca entra em ação com as equipes para monitoramento, controle e quando há a necessidade bloqueio vacinal”, informou Fernando Virgolino, chefe da Seção de Imunização de João Pessoa.  

Ainda, de acordo com o coordenador, é importante que os viajantes estejam com a caderna de vacinação em dia. “Antes de qualquer viagem, o ideal é estar com a vacina em dia, obedecendo às recomendações indicadas no calendário para cada faixa etária, como hepatite B, febre amarela, tríplice viral, covid-19, difteria e tétano. A indicação de outras vacinas depende do risco no destino”, completou o coordenador.  

Onde se proteger – Nesta quarta-feira (21), na capital pessoense, a Prefeitura dispõe de serviços que promovem a vacinação nas unidades de saúde da família, que funcionam das 7h às 11h e das 12h às 16h, o Centro Municipal de Imunização e as Policlínicas Municipais, que atendem no período das 8h às 16h.  

Há também postos extras criados de forma estratégica, para garantir a assistência preventiva na Capital, que funcionam com horário estendidos, localizados no Shopping Sul, no bairro dos Bancários, e no Home Center Ferreira Costa, às margens da BR-230. Esses dois pontos atendem à população de segunda a sexta-feira, das 12h às 21h, e aos sábados, até as 16h. Já o ponto móvel localizado no Shopping Tambiá dispõe da assistência no período das 16h às 20h, com todas as vacinas disponíveis, facilitando a vida do usuário que não pode ir até um serviço de saúde durante o horário comercial.  

Outras vacinas – As demais vacinas que integram o Programa Nacional de Imunização (PNI) também estão disponíveis de fácil acesso e forma rápida e segura em todas as salas de vacina da rede municipal, incluindo as vacinas de campanha, que protegem contra a Covid-19 e mais recentemente, contra a Dengue, para crianças e adolescentes na faixa etária de 10 a 14 anos.  

Documentação – Para ter acesso à vacina das campanhas ativas e do calendário de rotina o usuário deve apresentar um documento oficial, Cartão do SUS e a Caderneta de Vacinação ou o Cartão de Vacina.  

Locais de vacinação nesta quarta-feira (21): 

Unidades de Saúde da Família (USFs)

Horário: 7h às 11h e das 12h às 16h (de segunda a sexta-feira)

*exceção: Cuiá, Qualidade de Vida, Maria de Nazaré, Geisel III, Alto do Céu II, Roger III, Varadouro, Cidade Verde III, Cruz das Armas IV, Novais VI, Anayde Beiriz e Jardim Planalto.  

Policlínicas Municipais e Centro Municipal de Imunização

Horário: 8h às 16h (de segunda a sexta-feira)  

Home Center Ferreira Costa

Horário: 12h às 21h (de segunda a sexta-feira) 8h às 16h (sábado)  

Shopping Sul

Horário: 12h às 21h (de segunda a sexta-feira) 10h às 16h (sábado)  

Shopping Tambiá

Horário: 12h às 20h (de segunda a sexta-feira) 9h às 16h (sábado)  

Vacinação Domiciliar

Agendamento: (83) 98645-7727 – (Apenas whatsapp)

Horário: 8h às 16h (de segunda a sexta-feira)