Cuidado

Prefeitura e Ministério Público lançam projeto de Guarda Subsidiada e beneficiam crianças em risco

14/06/2022 | 10:17 | 201

Crianças e adolescentes retiradas dos pais por sofrerem violência vão poder viver com membros da própria família. Isso se torna possível com o Programa de Guarda Subsidiada, lançado oficialmente na manhã desta terça-feira (14) pelo prefeito Cícero Lucena em parceria com o Ministério Público da Paraíba. O evento ocorreu no auditório do Cecapro, na Avenida Beira Rio.

“Agradeço a Deus pela oportunidade de abraçar esse projeto e cuidar das crianças com carinho, respeito e acolhimento. Projetos como este são prioridade da Prefeitura e pedimos a Deus que eles sejam cada vez menos necessários, pois isso representaria a redução ou extinção da violência contra a criança em seu próprio lar”, declarou o prefeito.

O Programa tem o objetivo de evitar que crianças retiradas dos pais por violência passem a viver em abrigos, passando a ser cuidadas por outros membros da família, o que é chamado de família extensa ou ampliada. Após a devida decisão judicial, a Prefeitura passa a pagar um salário mínimo à família acolhedora, para que possa custear as despesas do acolhido.

O promotor de Justiça Alley Escorel falou da alegria de ver passos para a materialização de mais uma ação em prol dos direitos das crianças e adolescentes. “Não há outra maneira além das políticas públicas para quitar a dívida histórica com esse grupo. Isso está acontecendo hoje e dou o testemunho da agilidade com que o prefeito acolheu essa ideia, sem necessidade de convencimento”, afirmou.

O secretário municipal dos Direitos Humanos e Cidadania, João Corujinha, tratou o momento como um marco histórico. “Chegou o dia de garantirmos às crianças um lar, para serem cuidadas pelas próprias famílias, evitando as instituições de acolhimento”, declarou.

Ainda participaram da solenidade a secretária municipal de Políticas Públicas para Mulheres, Nena Martins, o secretário municipal do Desenvolvimento Social, Dorgival Vilar, e a diretora de Assistência Social da Sedhuc, Maria Benicleide Silvestre.