Educação permanente

Serviço de Atenção Domiciliar qualifica fisioterapeutas sobre órtese e prótese

26/10/2021 | 16:30 | 212

A Prefeitura de João Pessoa realizou, nesta terça-feira (26), uma qualificação sobre órtese e prótese para os fisioterapeutas do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) e da Residência Multiprofissional da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O objetivo é qualificar os profissionais na prescrição de órtese e prótese para os usuários.

Durante a qualificação foram abordados o fluxo e todas as etapas que os fisioterapeutas precisam seguir para fazer a prescrição de órtese e prótese, a exemplo de cadeira de rodas e cadeira de banho para usuários com deficiência ou dificuldades de locomoção. A qualificação foi ministrada pela fisioterapeuta Mariana Pessoa, integrante da equipe do SAD. 

De acordo com a gerente do SAD, Gilanne Ferreira, o serviço realiza qualificações periodicamente, abordando um tema diferente a cada mês. “Trabalhamos com a educação permanente para que os nossos profissionais estejam sempre preparados e tenham condições de oferecer a melhor assistência aos usuários”, afirmou.

A última qualificação foi uma parceria com o Centro Universitário de João Pessoa (Unipê) e teve como tema a ‘Síndrome de Burn Out’ no profissional de saúde. No próximo mês, o tema será ‘cuidados paliativos’ e a qualificação será direcionada a todos os profissionais do serviço.

SAD – O Serviço de Atenção Domiciliar integra o Programa Melhor em Casa, do Ministério da Saúde, e tem a finalidade de trabalhar a desospitalização, diminuindo o tempo de permanência nos hospitais e nas unidades de pronto atendimento, por meio de um cuidado integral e humanizado no ambiente domiciliar. Ou seja, atende pacientes que podem receber alta do hospital, porém necessitam da continuidade dos cuidados em casa.

Para prestar assistência a seus usuários, o SAD conta com aproximadamente 80 pessoas, distribuídas em sete equipes multiprofissionais de atenção domiciliar (médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e fisioterapeutas) e três equipes de apoio (nutricionistas, fonoaudiólogos, assistentes sociais, psicólogos e farmacêuticos).